Paiçandu e Unicesumar fazem parceria para hospital parcialmente interditado retomar os atendimentos que foram interrompidos em 2013

Por: - 29 de maio de 2018
Hospital Municipal de Paiçandu

Paiçandu e Unicesumar firmaram convênio para reformar o Hospital São José, parcialmente interditado desde 2013. Em contrapartida, o hospital será utilizado para a prática dos cursos de graduação em saúde e residências médicas da instituição de ensino. Município e a instituição, agora, buscam apoio dos governos estadual e federal.

Desde a interdição parcial, o hospital opera apenas como pronto-atendimento. A parceria também deve  melhorar e qualificar o quadro de funcionários, já que o acordo prevê a formação de profissionais de saúde, tanto do hospital como das UBS’s de Paiçandu.

A administração municipal de Paiçandu vê a ação como algo “muito positivo”, que vai proporcionar um melhor atendimento à comunidade. O prefeito Tarcísio Marques dos Reis disse que o projeto estava sendo pensado há algum tempo.

“A ideia de fazer uma parceria com a Unicesumar surgiu em 2014, durante uma conversa que tive com um dos sócios da instituição. De lá pra cá, a gente vem trabalhando para concretizá-lo”, disse o prefeito.

A Unicesumar está expandindo suas parcerias. Em Maringá, a instituição estabeleceu convênios com o Hospital Municipal e o Hospital Santa Rita. “No Hospital Municipal construímos uma nova ala e no Santa Rita um prédio para os alunos do internato”, informou a assessoria do centro universitário.

É a primeira vez que a parceria é firmada com um município da região. “Essa necessidade está surgindo porque a faculdade aumentou o número de vagas dos cursos da área médica e agora disponibiliza quase 300 vagas por ano”, justificou a assessoria.

Segundo o porta-voz da instituição, “tudo indica que, no futuro, será necessário realizar convênios com mais cidades da região”. A Unicesumar prevê que as obras sejam iniciadas em breve, mas ainda não existe prazo para iniciar as atividades.

Segundo assessoria de imprensa da Unicesumar, as obras ainda dependem de parcerias entre a faculdade, o município e os governos estadual e federal. O total do investimento deve ser aproximadamente de R$ 1,5 milhão, dividido entre as partes envolvidas. A Unicesumar disponibilizou R$ 200 mil para a reforma.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.