Ulisses Maia deixa de participar das reuniões da Amusep, mas município permanece na associação que administra consórcio regional de saúde

Por: - 27 de março de 2018
O prefeito Ulisses Maia e a diretora multada apresentaram recurso ao Tribunal de Contas do Paraná / Divulgação PMM

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PDT), deixou de participar regularmente das reuniões da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), como vinha fazendo. A entidade congrega 30 municípios e é presidida pelo prefeito de São Jorge do Ivaí, André Luis Bovo (PP).

Na avaliação de Ulisses Maia, as reuniões “são improdutivas e estão mais para confraternizações de prefeitos do que para reuniões de trabalho”, segundo disse na manhã desta terça-feira (27/3) o secretário-chefe de Gabinete, Domingos Trevizan.

A decisão de Ulisses chegou a gerar especulações de que “a entidade iria fechar”, já que Maringá, principal município da Amusep, havia deixado de contribuir com as mensalidades da associação, que mantém o Cisamusep, um consórcio de saúde que atende a região.

A Prefeitura de Maringá paga uma mensalidade de R$ 22,8 mil. “Este ano atrasamos um pouco os pagamentos, mas já estão todos liberados”, disse Trevizan. “Nós assinamos o compromisso de pagar a anuidade”, observou.

Além de um hospital em Maringá, o Cisamusep administra o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) regional. Trevizan disse que a questão “é apenas de agenda e de visão política”. Acrescentou que “Ulisses vai participar quando estiver assuntos importantes em pauta”.

Prefeito de São Jorge do Ivaí, André Bovo, presidente da Amusep: boas relações

O presidente da Amusep, André Bovo, que nesta manhã estava indo de carro para Brasília, disse que mantém um “bom relacionamento pessoal com Ulisses” e que não recebeu nenhum comunicado oficial sobre eventual rompimento de Maringá com a associação.

Lembrou que a sede da entidade fica em Maringá, “assim como a maioria dos funcionários reside aí”. Disse que nos últimos dias técnicos da prefeitura maringaense participaram das reuniões de contadores e de educadores, “oferecendo boas contribuições”.

Segundo o presidente da Amusep, “não procede que as reuniões sejam de confraternização”. Disse que a agenda do prefeito de uma cidade do porte de Maringá é maior do que o de uma cidade pequena, mas observou “a cota extra de ICMS, tratada em reunião este ano, é importante para todos”.

André Bovo viajou para participar de uma reunião no Ministério da Fazenda, junto com presidentes de outras associações de municípios regionais e estaduais, que será realizada nesta quarta-feira (28/3) para tratar da divisão do Imposto Territorial Rural (ITR).

Uma portaria do governo federal determinou que 100% do ITR passará a ser do município – atualmente 50% são para os municípios e 50% para a União -, no entanto o montante arrecado com o imposto continua sendo dividido.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.