Prefeitura vai gastar até R$ 1,1 milhão na compra de brindes para distribuir nas campanhas educativas de trânsito

Por: - 9 de fevereiro de 2018
Fiscais de trânsito realizam campanha educativa para orientar motoristas / Prefeitura de Maringá

A pedido da secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) foi aberta licitação de até R$ 1,1 milhão para a compra de quase 250 mil brindes, como camisetas, brinquedos, chaveiros e bonés. O pregão será na modalidade registro de preços e os brindes serão distribuídos gratuitamente em campanhas de trânsito e eventos culturais em escolas, empresas, Unidades Básicas de Saúde e vias públicas.

A licitação foi dividida em dois lotes e abertura dos envelopes está prevista para o dia 28 de fevereiro. O lote 1 prevê um gasto máximo de R$ 590 mil. Aberto para ampla concorrência, o item que representa o maior volume de produto no lote, 15 mil camisetas,  serão compradas por, no máximo, R$ 120 mil.

O lote 2 é exclusivo para microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedor individual. Com gasto de até R$ 574 mil, estão previstas compras de cata-vento, jogos de dominó, de memória e quebra-cabeça para crianças. Dentre os itens com maior preço, estão 10 mil sacolas retornáveis em lona, que devem custar até R$ 78 mil.

O gerente de compras da secretaria de Patrimônio, Compras e Logística (Sepat), Jair Marinho de Souza, explica que os itens serão comprados seguindo a demanda da Semob durante um ano. “Não quer dizer que a secretaria vai gastar tudo o que está na licitação. O que a Semob tiver de evento ou campanha durante os doze meses ela vai empenhando”, afirma.

Campanha para todos os públicos

Com a compra de camisetas, chaveiros, canetas, sacolas e até brinquedos infantis, o secretário da Semob, Gilberto Purpur, pretende atingir e mobilizar vários públicos – crianças motoristas e pedestres: “Essas campanhas precisam ter alguma motivação, principalmente para as crianças. Com os brindes elas se animam e acabam gerando melhor interação”. 

De acordo com Purpur, as campanhas serão permanentes e não devem ser concentradas apenas na Semana Nacional do Trânsito, em setembro, ou durante o Maio Amarelo. As ações devem ocorrer durante todos os meses do ano.”Temos um convênio com a Viapar de aulas semanais e quase toda semana também atendemos empresas como a TCCC e toda a comunidade.”

Problemas na publicidade

A falta de uma empresa responsável pela publicidade da prefeitura também causa impacto nas campanhas de conscientização realizadas pelas secretarias. Uma medida cautelar do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), emitida no dia primeiro de fevereiro, suspendeu a licitação que pretendia contratar uma agência de publicidade.

Segundo Purpur, somente as campanhas realizadas com entregas de brindes e outras atividades da secretaria não são suficientes. Para ele, “o ideal é ter as duas em conjunto para se ter um volume maior de informação”.

O secretário disse que, na falta de uma agência de publicidade, as campanhas educativas no trânsito têm sido feitas com os instrumentos que a Semob já tem, com a ajuda da Viapar e mobilizações nas empresas: “Especificamente para os radares conseguimos espalhar 60 outdoors pela cidade. A gente conta muito com a mídia espontânea e a imprensa”.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.