Vereadores analisam Parceria Público-Privada para iluminação pública e retomam polêmica sobre mudança de nome da Avenida Itororó

Por: - 5 de fevereiro de 2018
Trecho de avenida poderá voltar a ser chamado de Itororó / Angelo Rigon

A proposta do Poder Executivo para implementar em Maringá uma Parceria Público-Privada (PPP) para modernizar o sistema de iluminação pública será analisada pelos vereadores na manhã desta terça-feira (6/2). A sessão ordinária começa às 9h30.

A PPP tem como base estudos apresentados à administração municipal em 2016 e o projeto de lei foi encaminhado à Câmara em agosto de 2017.

Se o projeto for aprovado, a prefeitura poderá abrir uma licitação para celebrar uma PPP voltada à modernização do sistema municipal de iluminação pública. Dentro do contrato, também será possível a utilização da estrutura para o desenvolvimento de uma rede inteligente municipal com o objetivo de melhorar a prestação de serviços públicos.

Na sessão, os vereadores irão analisar também a proposta da prefeitura de ampliação do número de cargos de auditores de controle interno, de 3 para 5, e de procuradores municipais, de 23 para 25.

A administração municipal também encaminhou projeto para que ao menos 10% dos cargos em comissão sejam ocupados por servidores de carreira.

Outra proposta do Executivo a ser analisada em primeira discussão na Câmara é a criação da Gestão de Resíduos da Arborização Urbana (GRAU). O objetivo é dar a correta destinação dos resíduos oriundos do corte e poda das árvores no município.

Polêmica sobre Avenida Itororó está de volta

Assinado pelos vereadores Mário Hossokawa (PP) e Belino Bravin (PP), será votado nesta terça-feira (6/2) um projeto que restabelece a denominação Avenida Itororó em parte da via. Na legislatura anterior, os vereadores alteraram o nome de toda a via para Avenida Comendador Amorim Pedrosa Moleirinho.

Agora, os vereadores propõem que a nomenclatura Avenida Itororó seja usado nas zonas fiscais 02, 04, 13 e 17, no trecho compreendido entre a Avenida Tiradentes e os lotes 288/288A/289/289A/289B (rem.) e 291-A-9 da Zona Fiscal 17.

Ao mesmo tempo, ficará mantida a denominação da Avenida Comendador Amorim Pedrosa Moleirinho no trecho da via pública a que se refere o artigo anterior compreendido entre os lotes 288/288A/289/289A/289B (rem.) e 291-A-9 da Zona Fiscal 17 e a Avenida Arquiteto Nildo Ribeiro da Rocha.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.