Conselho Tutelar de Maringá reage à acusação de manipulação e aprova nota de repúdio contra presidente do Sismmar

Por: - 12 de dezembro de 2017
Presidente do Sismmar, Iraídes Baptistoni, usa a tribuna da Câmara de Maringá; falas desagradaram conselheiros / Câmara Municipal

Oito conselheiros tutelares de Maringá assinaram nesta quinta-feira (12/12) uma nota de repúdio contra a presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Maringá (Sismmar), Iraídes Baptistoni.

O estopim do conflito foram as declarações da presidente do Sismmar na tribuna Câmara Municipal, quando, segundo a nota de repúdio, Iraídes teria colocado os conselheiros como “manipuladores dos pais e alunos e instigadores da população contra os professores e educadores do município”.

Trecho inicial da nota de repúdio divulgada por membros dos dois conselhos tutelares de Maringá.

Um dos pontos de divergência, foi o trabalho desenvolvido pelo Conselho Tutelar no caso das crianças que acusaram uma professora que teria colocado a cabeça dos alunos no vaso sanitário para punir as bagunças.

Os conselheiros destacam na nota que não se “omitem em casos suspeitos de violência, negligência ou abusos contra as crianças e adolescentes”. Além disso, deixam claro que todas as situações são encaminhadas para averiguação pelos órgãos competentes.

No caso das denúncias de violência física e psicológica contra as crianças, dentro ou fora das instituições de ensino, os conselheiros reafirmam que “os casos são encaminhados para a escuta especializada, para que não sejam tomadas medidas que não condizem com a veracidade dos fatos”, diz a nota.

Dentro da nota de repúdio, os conselheiros ponderaram que não questionam a “competência e o comprometimento dos profissionais de educação do município.” Mas este respeito não influi no trabalho do Conselho Tutelar em defesa das crianças e dos adolescentes.

Conselheiros tutelares que assinam a nota de repúdio contra a presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Maringá (Sismmar), Iraídes Baptistoni.

Moção de repúdio contra presidente será lida em reunião

Na manhã desta quarta-feira (13/12), os conselheiros tutelares irão ler a nota de repúdio na reunião do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), que será realizada na sala de reuniões do gabinete da Prefeitura de Maringá, a partir das 8h30.

“A defesa prematura e corporativista da presidente do Sismmar preocupa o Conselho Tutelar. A nossa atribuição é fazer a averiguação dos casos, com escutas qualificadas das crianças e o registro na Polícia Civil”, afirmou o conselheiro tutelar Carlos Bonfim.

De acordo com o conselheiro, o CMDCA também irá analisar nesta quarta-feira a criação de uma comissão para fazer a fiscalização nas Escolas Municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de Maringá. Entre os aspectos a serem verificados, está a quantidade de crianças por educador.

A reportagem do Maringá Post entrou em contato com o Sismmar e fez várias ligações para a presidente do sindicato para falar sobre o assunto, mas ainda não obteve retorno.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.