Vereadores fazem sessões extras para mudar lei e permitir que prefeitura pague aluguel à empresa que promete 1,5 mil empregos

Por: - 7 de dezembro de 2017
Funcionárias da Tel na comemoração do Dia do Operador de Telemarketing, celebrado no dia 4 de julho / Divulgação Tel

Na manhã desta sexta-feira (8/12) os vereadores de Maringá participam de mais uma sessão extraordinária para concluir a votação de uma lei que altera o Programa de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Prodem/Empresa). Para atender à administração municipal, os vereadores irão aprovar, em terceira discussão – nesta sexta – a inclusão do pagamento total ou parcial de aluguel, como uma das possibilidades de incentivo concedidos a empresas que investem na cidade.

Em relação ao projeto inicial apresentado pelo líder do prefeito na Câmara, Jean Marques (PV), os vereadores decidiram incluir uma emenda conjunta para exigir a aprovação do Legislativo de qualquer benefício que seja concedido.

A necessidade de agilizar a aprovação da lei em sessões extraordinárias se deve ao interesse de concluir a aprovação dos benefícios à empresa de call center Tel Centro de Contatos Ltda, até o final da próxima semana.

De acordo com protocolo de intenções apresentado pelos empresários à Prefeitura de Maringá, a Tel Centro de Contatos tem previsão de faturamento mensal de R$ 5 milhões na cidade, o que irá gerar uma receita anual em tributos municipais na casa de R$ 1 milhão.

A proposta também informa que do faturamento mensal estimado, de R$ 5 milhões, cerca de 70% do valor ficará na economia de Maringá, a maior parte, em razão da contratação dos funcionários.

Para ter o aluguel pago pela prefeitura, a empresa se compromete a se instalar imediatamente em Maringá e a contratar, em etapas, 1,5 mil funcionários.

“Para a instalação imediata e urgente, propõe-se a autorização legislativa para o Poder Executivo, por meio de convênio, pagar total ou parcialmente o aluguel de uma sede provisória para a empresa, ate que sejam concluídas as suas instalações definitivas em imóvel especifico”, diz a justificativa assinada pelo prefeito Ulisses Maia (PDT).

Empresa terá de fazer sede própria em dois anos

A Tel Centro de Contatos tem um histórico de quase 30 anos e atua em várias cidades brasileiras. Entre os clientes estão empresas de Convergência, Bancos, Órgãos Públicos, Aéreas, Telecom, TV por Assinatura, Financeiras e Instituições de Ensino com suporte técnico para todo o Brasil.

Em Maringá, para obter o benefício do pagamento do aluguel, total ou parcial, e se instalar imediata e provisoriamente, a empresa também se compromete – além da geração de empregos e tributos – a iniciar a obra em imóvel específico da empresa, no prazo máximo de 180 dias e concluir as instalações necessárias no prazo máximo de 24 meses.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.