Câmara de Maringá pretende convocar este ano apenas cinco aprovados em concurso público

Por: - 13 de outubro de 2017

Para este ano, a Câmara de Maringá pretende chamar cinco aprovados no concurso público concluído no final de setembro. Deverão ser convocados dois assistentes administrativos, dois assistentes legislativos e um advogado, segundo disse hoje (13) o presidente da Casa Mário Hossokawa (PP).

Os dois primeiros colocados – dos 2.022 candidatos – às vagas para assistente administrativo foram Felipe Rodrigues da Silva, de 21 anos, e Edgar Corbello Pereira, de 25.

A nota final dos dois foi a mesma, 86 pontos. Da Silva ficou à frente por ter ido melhor na prova de conhecimentos específicos. O salário inicial é R$ 2.532,50.

Já para as duas vagas de assistente legislativo, as duas primeiras colocadas foram Amanda Louzano Moreira, de 28 anos, que fez 98 pontos. A segunda foi Kelle Martins de Souza Rufino, 27, com 90 pontos.

Exatos 900 candidatos realizaram as provas para assistente legislativo. O salário, por 30 horas semanais, é o mesmo dos assistentes administrativos.

O advogado que deverá ser chamado é José Eduardo Ribeiro Balera, de 26 anos, que concorreu com outros 44 candidatos. Sua nota final foi 115,25 pontos e o salário inicial será de R$ 4.601,06, por 20 horas semanais.

Presidente da Câmara. Mario Hossokawa: convocação será conforme a necessidade

Vagas para 14 funções, com três níveis salariais

O concurso convocado pelo edital 01/2017 ofertou vagas para 14 funções – veja aqui as listas com as notas de cada participante. 

Na primeira faixa salarial, de R$ 1.496,00, o concurso foi para auxiliar de manutenção (213 candidatos), motorista (17), telefonista (105), vigia (197) e zelador (75).

Na segunda faixa, de R$ 2.532,50, foi para assistente administrativo, assistente legislativo, fotógrafo (24 concorrentes) e operador de computador (45).

Na faixa com nível superior, com salário de R$ 4.601,06, além da função de advogado, foram ofertadas vagas para assessor administrativo (55 participantes), assessor legislativo (59), contador (50) e jornalista (51).

O presidente da Câmara, Hossokawa, lembrou que o concurso tem validade de dois anos e que no início do ano que vem deverão ser chamados outros classificados, “conforme a necessidade”.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.