Câmara aprova eleições diretas para diretor de creches e escolas municipais

Por: - 11 de outubro de 2017

O projeto de lei instituindo eleições diretas para diretor dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e das escolas de ensino fundamental de Maringá foi aprovado em terceira e última discussão em sessão extraordinária nesta quarta-feira (11/10) por 13 votos a zero.

Apenas o vereador Carlos Mariucci (PT) usou a palavra antes da votação, para dizer que “houve muita discussão antes da matéria ser votada” e que “foram feitas 30 pequenas correções e grandes alterações”.

As duas mudanças substanciais no projeto original do Executivo, feitas na Câmara, foram mantidas. Na sessão extraordinária de terça-feira (10) à noite foram aprovadas 30 emendas.

Foi retirada a exigência de um exame com pontuação mínima para os candidatos e instituída a possibilidade do professor de uma escola ser candidato a diretor em outra.

O prefeito Ulisses Maia não esteve na Câmara como era esperado, para adiantar a sanção do projeto e garantir que a nova lei seja publicada na edição de sexta-feira (13/10) do Órgão Oficial do Município.

A celeridade que se pretendia dar ao processo de votação e sanção se explicava diante do interesse do Executivo no sentido de realizar as eleições ainda este ano – primeira quinzena de dezembro.

No entanto, o artigo que estabelecia o exame técnico dos candidatos, no mínimo 60 dias antes do pleito – que poderia dificultar a realização da eleição este ano – foi excluído da matéria.

A sessão começou às 18h18 e foi encerrada às 19h10. A rede municipal de educação conta com 115 unidades, sendo 64 CMEIs e 51 escolas de ensino fundamental.

Artigos Relacionados

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS