Presidente do PV do Paraná diz que atitude do PV de Maringá foi precipitada

Por: - 5 de outubro de 2017
Chico do PV discursa em reunião partidária. Ele quer esclarecimentos sobre guerra no partido em Maringá / Partido Verde

“Considero que tudo foi muito precipitado e todos os fatos serão avaliados pela Direção Estadual”, afirmou o presidente do Partido Verde do Paraná, Francisco Caetano Martin, o Chico do PV, por meio de nota divulgada na tarde desta quinta-feira (5/10) no portal do PV do Paraná, horas após a Câmara de Maringá aprovar, por 11 votos a 3, a abertura de uma Comissão Processante (CP) contra o vereador Homero Marchese (PV).

A nota informa que o “Partido Verde do Paraná recebe com tristeza e lamenta muito a decisão do Partido Verde de Maringá”. O teor da publicação se refere ao fato de que o diretório municipal da sigla é que foi o autor do pedido de abertura da CP contra Marchese.

Chico do PV informou, ainda, que solicitou ao presidente do PV de Maringá, Ederlei Alkamim, que “apresente os argumentos e fatos que justifique a decisão”.

Procurado, Alkamim ponderou que “o diretório estadual tem o direito de questionar”. Mas o presidente do diretório municipal afirmou que a decisão foi tomada dentro “dos trâmites legais” exigidos pelo partido.

Sobre o fato da maioria dos vereadores aceitar a abertura de uma CP, Alkamim disse que “o partido provocou a Câmara para que se posicionasse sobre a quebra de decoro. E a Câmara entendeu que deve analisar. É um resultado normal dentro do processo. O vereador vai ter agora a defesa dentro de todo o processo”, afirmou.

Alkamim afirmou que também foi aberto um procedimento dentro da comissão de ética do partido e a análise poderá resultar até mesmo na expulsão de Marchese da sigla.

Como integrante do diretório municipal do PV, o vereador afirmou, após a Câmara decidir pela abertura da CP, que ingressará na justiça para questionar a decisão tomada por integrantes do diretório municipal, já que não teria sido consultado ou questionado dentro do diretório, antes do protocolo feito por Alkamim no final da tarde de quarta-feira (4/10).

A reportagem entrou em contato com Homero Marchese e, em breve, irá publicar o posicionamento do vereador a respeito do posicionamento do Diretório Estadual.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.