MP investiga pagamento indevido de adicional noturno na prefeitura, informa O Diário

Por: - 26 de setembro de 2017

O Diário do Norte do Paraná traz hoje (terça-feira, 26) em machete reportagem sobre o suposto pagamento indevido de adicional noturno para 382 servidores da Prefeitura de Maringá.

O município teria pago, independente do pessoal ter trabalhado, R$ 163 mil somente em julho último. A denúncia que foi encaminhada ao Ministério Público está sendo investigada.

César França, secretário de Recursos Humanos da Prefeitura de Maringá: providências estão sendo tomadas / PMM

O promotor Leonardo da Silva Vilhena recomenda que a prefeitura pare de pagar e determinou que faça um levantamento até o dia 2 de outubro.

O secretário de Recursos Humanos, César França, disse que já iniciou a apuração. A grande maioria dos servidores beneficiados, 323, seria da secretaria de Saúde.

A reportagem é assinada pela repórter Pauline Almeida. Leia a matéria completa no site de O Diário – somente para assinantes.

A presidente do Sismmar (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá), Iraídes Baptistoni, procurada pelo Maringá Post nesta manhã disse que até então desconhecia as possíveis irregularidades.

Informou que o sindicato também vai verificar quem são esses servidores que estariam recebendo o adicional noturno sem trabalhar.

Acrescentou que, se for verdade, condena a atitude: “O dinheiro público não pode ser usado para o pagamento de serviços que não foram prestados”.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.