Vereadores cobram mais lixeiras, luzes em pontos de ônibus e até umidificadores nas creches

Por: - 25 de setembro de 2017
Câmara dos Vereadores
Projeto foi aprovado em primeira discussão no plenário da câmara com 20 emendas

Os vereadores de Maringá discutirão e votarão nesta terça-feira (26/9) 18 requerimentos com cobranças da comunidade e pedidos de informações à administração municipal. Tem de tudo um pouco nesta relação. Há pedido de instalação de lixeiras e até de umidificadores nas creches e escolas municipais.

O vereador Belino Bravin (PP), por exemplo, quer saber se há previsão para o município fazer a cobertura das piscinas da Vila Olímpica, se há possibilidade de revitalização da Praça Napoleão Moreira da Silva e ele cobra a contratação, em caráter de urgência, de mais médicos para trabalhar no posto de saúde do distrito de Floriano.

Bravin também solicita prazo para execução do projeto “Bota Fora” no Jardim Universo, o que já aconteceu no sábado e domingo (23 e 24/9).

William Gentil (PTB) questiona atrasos e o tempo de espera dos servidores municipais atendidos pelo Sistema de Saúde dos Servidores Municipais de Maringá (Sama) e o que pode ser feito para melhorar a situação.

O vereador também defende a instalação de um semáforo no cruzamento da Avenida João Paulino Vieira Filho com a Rua Vereador Basílio Sautchuk.

Os questionamentos do vereador Do Carmo (PR) tem relação com a segurança pública. Ele quer saber se existe a possibilidade do município comprar viaturas para emprestar à Polícia Militar. E solicita que a Guarda Municipal faça rondas no Jardim Alvorada, próximo ao Centro Comunitário do bairro e na Rua Evaristo da Veiga.

Líder do prefeito na Câmara Municipal, o vereador Jean Marques, questiona se é possível instalar umidificadores nas creches e, posteriormente, nas escolas de Maringá. Ele também quer saber se há possibilidade de implantar a iluminação interna nos pontos de ônibus do município.

Homero Marchese (PV) pede informações sobre as entidades sem fins lucrativos, ligadas ao esporte, que formalizaram termo de colaboração com o município e quantos são os atletas beneficiados.

Outro questionamento do vereador é sobre as creches. Marchese quer saber qual será o aumento das salas de aula e número de professores que serão contratados, entre outros detalhes.

Outro questionamento de Marchese é sobre a rescisão de um contrato de prestação de serviços firmado em 2015. O vereador Carlos Mariucci (PT) também é autor de três requerimentos. Ele cobra o cumprimento da lei que dispões sobre o instruto de libras, a língua brasileira de sinais.

Mariucci também quer informações sobre o atendimento que é prestado a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual e doméstica e pede a instalação de lixeiras e container nas dependências da Praça Salgado Filho, na zona 8.

Outros dois requerimentos são assinados por Alex Chaves (PHS). Ele cobra a execução de pavimentação asfáltica em ruas do Jardim Ipanema, que aponta estarem em situação precária. Chaves também pede a reforma do parque infantil do Centro Esportivo Professora Edith Dias de Carvalho, no Conjunto Borba Gato.

Vistoria em marquises entra em segunda discussão

Entre os projetos de lei que serão discutidos pelos vereadores há uma proposta de alteração no Sistema Tributário do Município. O ajuste é para que tabeliães e escrivães incluam na nota de serviços, o valor do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) pago ao município, o que não integra o valor do serviço.

Os vereadores também analisam em segunda discussão a abertura de crédito de R$ 6 milhões para o município pagar por desapropriações no entorno do Aeroporto Regional Silvio Name Júnior.

Outro projeto que entra em segunda discussão é a proposta de criação do Laudo de Inspeção Predial (LIP), que prevê a realização de inspeção periódica em edificações e marquises. Acesse aqui e entenda o que é o LIP. 

Veja aqui a pauta completa divulgada pela Câmara Municipal. 

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.