Rapidinhas do Post: furto na Câmara Municipal, reflexos da Operação Cupim e nota de repúdio a Ulisses Maia

Por: - 19 de setembro de 2017

AMEA emite nota de repúdio à gestão Ulisses Maia

Em reunião realizada na noite de segunda-feira (18/8), a diretoria da Associação Maringaense dos Engenheiros Agrônomos (AMEA) decidiu emitir uma nota de repúdio à gestão Ulisses Maia, no que diz respeito à condução da área do Meio Ambiente. O que desagradou os engenheiros agrônomos foi a substituição de Jaime Dallagnol, que é engenheiro agrônomo, por Ederlei Alkamin, que é dentista.

“É algo que demonstra a importância que o prefeito de Maringá dá ao tema Meio Ambiente, ou seja… nenhuma”, diz a nota. A AMEA ponderou, ainda, que “Maringá precisa e merece que a política de Meio Ambiente seja tratada com a importância que tem, e o início para tal tratamento é que o responsável pela implantação e condução das políticas públicas seja tecnicamente apto para o cargo”.

Na nota oficial da entidade, os engenheiros agrônomos também consideram a decisão “desastrosa”. Um dos membros da diretoria fez questão de dizer que a decisão da entidade não tem caráter pessoal contra Alkamin, para quem torcem pelo sucesso.

Duas torneiras foram furtadas da Câmara Municipal

O diretor-geral da Câmara Municipal, Claudemir Batista de Souza, precisou procurar a Polícia Civil na manhã desta terça-feira (19/9) para registrar o furto de duas torneiras de acionamento automático que foram furtadas de banheiros da sede do Poder Legislativo no dia anterior. Uma das medidas que serão tomadas para impedir ou ajudar na investigação de novos furtos é a instalação de câmeras de vigilância na Casa.

Operação Cupim ainda reflete

A Promotoria de Alto Paraná abriu um inquérito civil público no dia 1º de setembro para investigar suspeitas de irregularidades em procedimentos licitatórios destinados à compra de mobiliário para o município de Alto Paraná, entre os anos de 2008 e 2009. A investigação é reflexo da Operação Cupim, deflagrada pela Promotoria de Proteção ao Patrimônio Púbico de Maringá, que concluiu auditoria sobre possíveis irregularidades em licitações de móveis em 2015.

Prefeitura quer criar Instituto de Planejamento

A Prefeitura de Maringá anunciou nesta terça-feira (19/9) a saída do secretário de Planejamento, Celso Saito. Ele será substituído pela engenheira civil Danielli Sevulski.  Saito não deixa a administração. Ele assumirá uma secretaria extraordinária, a ser criada, para formatar o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá, que a administração municipal quer implantar até o final do ano.

 

 

 

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.