RÁDIO MARINGÁ – Futebol nordestino celebra boa participação na Copa do Brasil

A cada dia que passa, o futebol nordestino mostra sua força. As oitavas de final da Copa Intelbras do Brasil contarão com a presença de seis clubes da região, um recorde absoluto na competição, que já tem mais de 30 anos de história. No último meio de semana, ABC, Bahia, CRB, Fortaleza, Juazeirense e Vitória garantiram vaga na próxima fase da competição.

A última vez em que teve presença parecida de times nordestinos foi em 2009, quando cinco times do Nordeste estiveram nas oitavas de final. A edição não contou com um finalista nordestino, mas confirmou o bom momento atravessado pelo futebol da região: um ano antes, em 2008, o Sport Recife havia conquistado o título; e um ano depois, em 2010, o Vitória foi vice-campeão.

Para o vice-presidente da Liga do Nordeste, Constantino Júnior, o grande desempenho dos clubes nordestinos na Copa do Brasil vem para reforçar o trabalho de reestruturação dos clubes, em especial com o desenvolvimento da Copa do Nordeste, competição retomada em 2013 pela Liga e pela CBF.

“Isso mostra – e é muito significativo – que a região vem se consolidando e buscando o seu espaço no cenário nacional. O nordestino é um apaixonado por futebol. Os clubes têm tradição e camisa. Claro que, num momento difícil como este sem torcida nos estádios, representa muito para a nossa região ter uma evolução constante e esperamos que isso seja permanente, que consigamos ter cada vez mais representantes disputando as competições nacionais”, declarou Constantino Júnior. em entrevista ao site da CBF.

Uma das grandes surpresas do meio de semana na Copa do Brasil foi o CRB. Depois de perder em casa, no jogo de ida, o Galo de Campina foi até São Paulo e derrubou o Palmeiras, atual campeão da Conmebol Libertadores e da própria Copa do Brasil. Os alagoanos devolveram a vitória por 1 a 0 e, nos pênaltis, eliminaram o Alviverde. Para o Presidente do CRB, Mário Marroquim, a classificação diante de um time tão forte como o Palmeiras tem ganhos em todos os âmbitos para o clube.

“O Nordeste está crescendo. Para o CRB, foi fundamental passar na Copa do Brasil, não só por questão de visibilidade, mas também pela afirmação e pela questão financeira, é uma projeção nacional. Passando de mais uma fase, podemos criar um caixa e fazer um sprint para conseguirmos subir da Série B para a A. A transformação financeira nessas fases nos permite sonhar mais alto. A Copa do Brasil tem esse poder de transformar”, destacou o dirigente alvirrubro.

Um dos principais embates da terceira fase da Copa do Brasil foi justamente um duelo nordestino. Em dois grandes jogos na Arena Castelão, Ceará e Fortaleza fizeram um dos maiores Clássicos-Rei da história dos dois clubes. Melhor para o Leão, que venceu os dois jogos e garantiu sua participação na próxima fase da competição. O resultado é também uma consolidação do projeto do próprio Fortaleza, que chega a esta fase pela terceira temporada consecutiva e que, após duas rodadas, ocupa o primeiro lugar no Brasileirão Assaí, com duas vitórias em dois jogos.

Ao site da CBF, o presidente do clube, Marcelo Paz, ressaltou que a força do futebol nordestino tem se comprovado a todo o momento, seja com o desempenho dos clubes no Brasileirão, seja com o desenvolvimento da Copa do Nordeste e, obviamente, com a participação dos times na Copa do Brasil.

“Eu acho que representa a consolidação do futebol nordestino no cenário nacional. Nos últimos anos, nós sempre temos quatro times nordestinos na Série A. Isso mostra a força do nosso futebol. A Copa do Nordeste é um sucesso de público e melhora a renda dos clubes participantes. Este resultado expressivo na Copa do Brasil não é um acaso, é um resultado de trabalho bem feito na região, que tem uma torcida apaixonada, público consumidor, e que as gestões estão conseguindo transformar isso em resultado esportivo”, analisou o comandante do Leão.

Se a presença de seis clubes do Nordeste já é um recorde a se comemorar para a região, o futebol baiano também tem motivos de sobra para celebrar este momento. Pela primeira vez, o estado terá três representantes nas oitavas de final da Copa do Brasil. Bahia, Juazeirense e Vitória garantiram suas vagas e representam o futebol baiano na próxima fase da competição, que promete trazer muitas emoções para o torcedor do futebol nordestino.

Presidente da Federação Baiana de Futebol, Ricardo Lima mostrou muito orgulho por poder ver três clubes filiados representando tão bem o estado na competição nacional.

“É algo histórico, que nunca foi visto. Quero parabenizar todo o futebol nordestino, em especial os nossos três filiados, Bahia, Juazeirense e Vitória. Tenho plena certeza que eles podem escrever mais um capítulo dessa bonita história nos próximos jogos. O futebol nordestino pode e deve chegar ainda mais longe no cenário nacional. Isso passa por uma mudança de mentalidade e por um processo de gestão democrático, e depois disso nós iremos colher os frutos de todo o prcoesso. É muito importante para todos nós que estamos envolvidos no futebol. Desejamos sorte e sempre estaremos ao lado dos nossos filiados”, concluiu.

(Texto: Kely Pereira/AGIF)

MAIS…

Últimas vagas de Empregos