RÁDIO MARINGÁ – Mesatenistas da seleção brasileira voltam a treinar

Bruna Takahashi (Brasil), medalha de bronze no torneio de simples do tênis de mesa nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Data: 07.08.2019. Crédito obrigatório: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Na próxima sexta-feira (7), a mesatenista Bruna Takahashi embarca para Portugal para se reapresentar ao Sporting (Portugal), clube da atleta desde 2019. “Já moro em Portugal, então sei como serão os treinos. Conheço a cidade, o ginásio, estou um pouco mais acostumada. Mas acho uma iniciativa muito boa de levar os atletas para a Europa, pois aqui estamos numa situação bem difícil. Não estamos conseguindo treinar. Vai ser uma oportunidade muito boa para a nossa equipe”, afirma a paulista, que é a melhor brasileira no ranking mundial (47ª).

Desde a paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), em março, ela vinha treinando de forma improvisada na garagem de casa com a irmã Giulia Takahashi. Segundo a confederação brasileira da modalidade (CBTM), a atleta deve seguir em Portugal até março do ano que vem.

Além de Bruna, outros quatro atletas que disputaram o último Mundial em 2019 já estavam na Europa. Hugo Calderano e Vitor Ishiy permaneceram em Ochsenhausen (Alemanha) e perderam pouco menos de dois meses de treinamentos no clube. Gustavo Tsuboi retornou ao Brasil em março, mas se apresentou ao Neu-Ulm (Alemanha) no final de maio. Thiago Monteiro permaneceu na França, enquanto Eric Jouti retornou ao país, mas deve voltar, também para a França, nas próximas semanas. Caroline Kumahara e Jessica Yamada voltam às atividades em academias de tênis de mesa liberadas para treinos no Brasil.

Ainda segundo a CBTM, existem negociações em andamento em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) para realizar o projeto Missão Europa na modalidade colocando juntos, em Ochsenhasen, Calderano, Tsuboi, Ishiy e Jouti, e Jessica, Caroline e Bruna, além das jovens Giulia Takahashi e Laura Watanabe (reservas da equipe atual) treinando em Portugal.

O Brasil já está garantido nos torneios masculino e feminino por equipes na Olimpíada e tem direito a ter dois atletas nos torneios individuais em cada um dos naipes. Até o momento, o único garantido é Hugo Calderano. O sexto colocado no ranking mundial, que está lá pela medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de 2019. Os outros dois jogadores do time masculino e as três mesatenistas da seleção feminina serão conhecidos apenas na convocação da seleção, que deve ocorrer em maio. Os dois primeiros brasileiros no ranking mundial em cada um dos naipes têm as vagas, já o terceiro membro das equipes será escolhido pelos técnicos. No individual masculino, o segundo melhor brasileiro, atrás de Calderano, estará presente no torneio individual.
(Texto: Juliano Justo/Agência Brasil. Foto: Abelardo Mendes Jr/Rede do Esporte)

Últimas vagas de Empregos