Amigos e familiares fazem homenagens ao jornalista Murilo Gatti

Por: - 9 de março de 2021
Murilo Gatti
O jornalista morreu aos 41 anos após travar uma dura batalha contra um câncer / Arquivo pessoal

A morte do jornalista e editor-chefe do Maringá Post, Murilo Gatti, completou uma semana na segunda-feira (8/3). Durante todos esses dias, desde a triste notícia no dia primeiro de março, diversos amigos, familiares e colegas de trabalho fizeram homenagens. Foram relatos sobre o amigo, o pai, o irmão ou o profissional que deixou saudades, mas também muitos ensinamentos.

Júlio Gatti e Zilda Lovato Gatti se descrevem como pais de um filho muito amado.

Murilo você foi um presente de Deus para nós. Te entregamos 42 anos depois louvando ao Senhor. Vá em paz. Estamos bem sob a proteção do Senhor Jesus e de Nossa Senhora Auxiliadora. Deus te abençoe, te amaremos para sempre.

O jornalista morreu aos 41 anos após travar uma dura batalha contra um câncer. Murilo Gatti faria 42 anos na terça-feira (2/3). Ele deixou a mulher, a arquiteta Fernanda Tasim Gatti, e as duas filhas, Luana Tasim Gatti e Melissa Tasim Gatti. Durante todo o tratamento, Fernanda esteve ao lado do Murilo e sempre demonstrou muita força.

Eu também penso no Murilo muitas vezes por dia. Principalmente quando abro os olhos, seja de manhã, seja no meio da noite. Temos que pensar e lembrar dele com alegria, com amor – disse Fernanda.

Há quase um ano, ele descobriu um câncer. Durante esse período, passou por diversas cirurgias e tratamentos. Em janeiro, após complicações da doença, ele foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No hospital, Murilo Gatti contraiu a Covid-19.

Murilo Gatti tinha três irmãos: Mirian Susy Gatti Durães, Patrícia Gatti e Marlon Gatti. Eles recordam do irmão que conquistou o seu maior sonho, se profissionalizar no jornalismo.

Descanse em paz, meu irmão querido, meu amigo do peito, meu compadre, meu chefe. Exemplo de pai de família e de marido. Exemplo de profissional no jornalismo. Lembranças eternas. Não tem um porquê de ter acontecido tudo isso, mas sim um para que, você escrevia em uma de suas colunas. É a vida – afirmou Marlon Gatti.

Meu irmão caçula. Um guerreiro. Quanto orgulho tenho de você. Sempre com esse sorriso no rosto, falava com o olhar. Viveu sempre com intensidade, acho que sabia que sua passagem por aqui seria breve. Agradeço por ter sido escolhida como sua irmã, trabalhamos juntos, pude ficar com você no hospital, acompanhar suas vitórias e estar presente em vários momentos difíceis. Agradeço a Fernanda, minha cunhada amada, que dividiu comigo esta jornada da sua luta. Você é um homem de ouro e Deus precisava de você junto dele. Vá em paz e até breve. Te amarei para sempre. – declarou Patrícia Gatti

Sem dúvida alguma a vida que Deus nos dá, mesmo com todas as suas lutas, é boa, bela e muito agradável de ser vivida, mas ela é finita. Tirando a alma que possui uma duração eterna, tudo mais é finito. Tudo nessa vida tem um fim, a alegria, as lutas, as dores, a tristeza e finalmente a vida. Sou grata por mais de quatro décadas de vida que Deus concedeu ao meu irmão Murilo Gatti. Nesse tempo concedido por Deus, meu irmão viveu entre nossa família, se profissionalizou no jornalismo, uma de suas paixões, foi filho, irmão, amigo, esposo e pai de duas lindas filhas. Mas como tudo na vida é finito, o seu tempo acabou. Mesmo nesse momento de dor, a gratidão pelo tempo vivido por ele, entre nós é maior que o sentimento de ausência de separação. Obrigada meu Deus e Pai pela vida do meu irmão, que o Senhor no tempo oportuno recolheu, mas isso é a vida, pois tudo nessa vida é finito – disse Mirian Susy Gatti Durães.

Nascido em Rolândia, Murilo Gatti se formou em jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Em Maringá, foi repórter do jornal O Diário do Norte do Paraná nas editorias de Política e Cidade. Atualmente, atuava como diretor de jornalismo na TV Tibagi (Rede Massa). Em 2017, ao lado da mulher, Fernanda Tasim Gatti, e de um grupo de pessoas, criou o Maringá Post.

Jornalistas e veículos de comunicação prestaram homenagens a Murilo Gatti. O jornal O Maringá, onde ele tinha uma coluna sobre Política e Cidade, lamentou a perda do profissional e destacou como Murilo era admirado pelos colegas de trabalho.

Exemplo a ser seguido, tanto como repórter fuçador, profissional super organizado e profissional que sempre teve a Ética, assim mesmo, com É maiúsculo, em tudo o que fizesse – afirmou um trecho da homenagem feita pelo jornalista Luiz de Carvalho.

Na TV Tibagi (Rede Massa), onde ele começou como repórter e chegou à direção de jornalismo, os programas “Tribuna da Massa” e “Maringá Urgente” também prestaram homenagens ao jornalista. Gatti também recebeu homenagens do apresentador da Rede Massa em Londrina, Gelson Negrão.

Murilo, gratidão pela companhia, obrigado por tudo que a gente viveu junto. Obrigado pelas grandes lições – disse Negrão.

Em uma carta para a família, o amigo Paulo Manganotti relembrou momentos ao lado de Murilo Gatti na UEL e das reuniões com os amigos. No texto, ele destaca o grande amigo, pai dedicado, profissional comprometido e até o zagueiro favorito.

Murilo César Gatti foi um grande homem. Tanto na sua vida pessoal, quanto profissional. Há pessoas que passam pelo mundo como se nunca tivessem existido, mas ele fez jus à sua existência – afirmou Manganotti.

Fabrício Roncca considera Murilo como mais do que um amigo, um irmão. Ele destacou a generosidade e sensibilidade de jornalista.

Murilo, um irmãozinho que Deus me deu. Talentoso, sensível e generoso. Aprendi muito com você e ainda aprenderei. Deixou um legado incrível e uma família linda. Descanse nos braços do Pai, você sempre estará em meu coração – disse Roncca

A família agradece o apoio de todos durante a dura batalha enfrentada pelo Murilo e também nesta última semana. Os familiares agradecem as homenagens, as demonstrações de carinho e as orações. O jornalista descansou, mas deixou a sua história como bom filho, pai, marido, irmão, cunhado, amigo e um baita profissional.

Agradecem os familiares

Pai Júlio Gatti
Mãe Zilda Lovato Gatti
Sogro Gilson Tasim
SograValquiria Tasim
Irmã Mirian Susy Gatti Durães
Irmã Patrícia Gatti
Irmão Marlon Gatti
Esposa Fernanda Tasim Gatti
Filha Luana Tasim Gatti
Filha Melissa Tasim Gatti
Sobrinhos:
Alessandro Gatti Durães
Matheus Gatti Durães
Amanda Gatti da Silva
Miguel Saber Gatti
Eduardo Tasim
Cunhados:
Lincoln Durães
João Francisco da Silva
Juliana Saber
Juliana Tasim
Cristiano Fukami

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.