Varejo de Maringá registra aumento de 5% nas vendas e Natal promete aquecer comércio no fim de ano

Por: - 16 de novembro de 2020
Expectativa é que shoppings ajudem a movimentar o comércio varejista / Imagem ilustrativa/ Unsplash

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio-PR) divulgou alguns números do varejo do estado e mostrou que Maringá foi um dos destaques no Paraná. No mês de agosto, a cidade teve um aumento de 5,44% nas vendas no varejo, isso considerando o comércio físico e online. A expectativa para o fim de ano é um aumento crescente, principalmente com o Natal. O tema promete aquecer a economia e também gerar alguns empregos na região.

O sucesso no mercado de varejo durante o período de Natal é algo comum por todo o Brasil. Em 2019, por exemplo, as vendas neste período aumentaram em 9,5% e foram fundamentais para o faturamento anual do comércio chegar aos R$ 168 bilhões. Assim, o ano passado foi registrado como um dos melhores períodos desde 2014. A taxa de aumento anual das vendas atingiu os 7,5%, o que deixou muitos profissionais otimistas para esse ano.

Com forte tradição no país, o Natal acaba por ser um dos temas mais utilizados por diferentes setores para chamar atenção das pessoas. Algumas plataformas de streamings de filmes costumam apelar para produções com a temática das festas, como é o caso de Natal Sob Medida e de Uma Pousada de Presente. Os jogos de aposta online também entram no clima natalino, com algumas plataformas oferecendo slots machines gratuitas com a temática de Natal, como é o caso da Santa Spins e da Santa Gifts. Isso mostra a pluralidade que essas festividades conseguem trazer.

Fora do universo online, as cidades também costumam se inspirar no Natal em busca de cada vez mais turistas ou visitantes locais. No ano passado, a capital do Paraná chamou atenção no espaço Passeio Público de Curitiba, que ganhou um carrossel natalino e fez sucesso com todas as pessoas que estiveram por lá. Assim, é possível entender o motivo de tanto investimento no período.

Aumento após crise

Durante o primeiro semestre de 2020, o mercado varejista de Maringá não conseguiu bons números de venda. Entretanto, com os números positivos em agosto, os comerciantes ficam cada vez mais otimistas para as vendas até o final de dezembro. Os dados da Fecomércio-PR mostram que a cidade chamou atenção pela alta no setor de vestuário e tecidos, que vendeu 49,11% a mais em do que em julho.

Entretanto, este não foi o único setor a se recuperar da crise. As livrarias e papelarias, assim com as lojas de departamento, tiveram bons números de vendas. A primeira teve um aumento de 10,39%, um dos maiores dos últimos anos, e a segunda conseguiu vender mais 8,22%. Todos esses números foram divulgados no final de outubro, e mostram uma comparação das vendas entre os meses de julho e agosto.

Se olharmos para todo o Paraná, o mercado que mais chamou atenção não foi destaque em Maringá. Os comerciantes de calçados registraram um aumento recorde que bateu os 82,71%, e foi um dos principais motivos do comércio no estado ter conseguido bons números. Agora, a expectativa é que os números possam continuar a crescer até o final do ano.

Além do Natal, que inclusive já ganhou espaço no Shopping Avenida Center, outros dois eventos prometem mexer com a economia de Maringá, e de todo o Brasil, em 2020. O primeiro é a Black Friday, que acontece na última sexta-feira de novembro, e o segundo é a chegada do 13º salário para os trabalhadores em dezembro. Esses dois pontos serão importantes para se recuperar de um ano abaixo da média.

Vagas de emprego

Não é só nas vendas que o final de ano causa impacto na economia. A geração de emprego, justamente devido à maior procura por comércio, também aumenta. Essa expectativa é boa em todo Brasil. Segundo pesquisas recentes, o varejo deve movimentar mais de R$ 35 bilhões em vendas durante o Natal e as festas de fim de ano em 2020. Com isso, é esperado que sejam criadas mais de 70 mil novas vagas de trabalho.

Maringá não deve ficar fora disso, pois a movimentação no comércio está aumentando a cada dia. Os números do varejo para os meses de outubro e novembro podem surpreender os comerciantes, e mostrar que a região pode se recuperar do início lento que teve durante o primeiro semestre.

O aumento nas vendas em agosto foi o primeiro sinal positivo para os varejistas em Maringá. A expectativa é de mais notícias positivas até o final do ano, principalmente com a chegada do Natal. A ocasião é cada vez mais importante, e não apenas pela tradição, mas também para mostrar que o comércio local continua forte.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.