Aparelho portátil de desinfecção de ambientes e pulseira de monitoramento de quarentena são desenvolvidos em Maringá no Instituto Senai em Metalmecânica

Por: - 8 de julho de 2020
Ideia é que pulseira eletrônica seja usada por pessoas designadas em permanecer em quarentena / Divulgação

Em Maringá, no Instituto Senai de Tecnologia em Metalmecânica, empresas estão desenvolvendo tecnologias para controlar a disseminação do Novo Coronavírus. Um aparelho portátil de desinfecção de ambientes e uma pulseira de monitoramento com GPS embutido foram projetos selecionados pela chamada Saúde Tech, iniciativa do Senai no Paraná, Governo do Estado e Fundação Araucária para promover o controle e combate à Covid-19.

Além destes, outros oito projetos estão sendo executados nos Institutos Senai de Tecnologia e Inovação no Paraná. Os resultados vão ser entregues em até quatro meses. “A inovação permite sair do lugar comum, com o desenvolvimento de soluções alinhadas com a realidade, estando fortemente integrada com a multidisciplinaridade e com os desafios oriundos de momentos como este que vivemos” afirma a coordenadora de Tecnologia e Inovação do Instituto, Lídia Gomes Mendonça.

“O Senai aplica metodologias específicas no desenvolvimento de soluções e, para isso, conta com uma equipe interdisciplinar, que participa desde a concepção da ideia com a startup ou indústria até a realidade de desenvolvimento, produção e aplicação”, explica.

Aparelho portátil de desinfecção de ambientes lembra uma luminária/ Divulgação

Aparelho portátil de desinfecção de ambientes

A indústria de comunicação visual Mão Colorida, de Curitiba, tem o apoio do IST em Metalmecânica para desenvolver um aparelho portátil de desinfecção de ambientes. A solução foi projetada pela designer de produto Ana Claudia Gabardo e a doutora em engenharia aeronáutica Viviane Gaspar Ribas El Marghani.

O aparelho lembra uma pequena luminária e é capaz de eliminar microrganismos em ambientes de até 60m², sendo ideal para salas de espera, escritórios pequenos, comércios e inclusive salas de aula.

“A Mão Colorida tem uma equipe técnica qualificada e um parque fabril completo, com área de engenharia, equipamentos e impressão 3D. Além de amenizar a situação de pandemia que estamos vivendo, conseguimos manter a equipe ativa, uma vez que a produção caiu”, explica Arivonildo Assunção de Souza, Gerente de Recursos Humanos da empresa.

Pulseira de monitoramento de quarentena

Inspirada em modelos de monitoramento da população de Hong Kong, a startup True Work desenvolveu uma pulseira eletrônica para pessoas designadas em permanecer em quarentena. Com ela, governos e instituições de saúde podem monitorar a localização das pessoas com suspeita ou confirmação da COVID-19, garantindo o isolamento. Além disso, o acessório é conectado a um aplicativo que monitora e gera dados sobre as pessoas infectadas pelo vírus. 

Segundo Adriano Fávaro, sócio-fundador da True Work, “entendemos que temos um papel importante em colocar o domínio tecnológico a serviço de preservação de vidas e da saúde. Por isso, ao saber da chamada Saúde Tech vislumbramos a oportunidade de aplicar aqui uma tecnologia que vem sido utilizada com sucesso em diferentes países, apoiando o monitoramento e educação das pessoas”

O IST em Metalmecânica, em Maringá possui ampla estrutura para atender as demandas e elevar a competitividade da indústria brasileira. Tem como objetivo desenvolver soluções tecnológicas integradas, aplicadas a produtos e processos, com foco na sustentabilidade e no desenvolvimento industrial de pequenas, médias e grandes empresas de vários setores industriais.

Oferece soluções em consultoria especializada, pesquisa aplicada e desenvolvimento de produtos. Conta com uma equipe formada por especialistas (doutores, mestres e técnicos), com acesso a equipamentos tecnológicos e softwares avançados, o que promove agilidade e qualidade na prestação dos serviços em todas as suas etapas.

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.