Maringá ocupa 14ª posição no ranking nacional de exportações em maio

Por: - 26 de junho de 2020
No Paraná, a cidade ocupou a segunda posição em maio, atrás apenas de Paranaguá / Walter Fernandes

Em maio, Maringá ficou em 14º lugar no ranking nacional de exportações, segundo dados da Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais (Secint), levantados pelo Instituto Mercosul. São 22 posições à frente do registrado em abril, quando o município ocupou o 36º lugar. No Paraná, a cidade ocupou a segunda posição no mês passado, atrás apenas de Paranaguá.

Em Maringá, as exportações de maio somaram US$ 193,85 milhões. Em relação ao mesmo período de 2019, quando as exportações totalizaram US$ 207,62 milhões, houve queda de 6,63%. No acumulado dos cinco primeiros meses de 2020 as exportações somaram US$ 801,03 milhões.

Os principais produtos exportados foram soja (79%), carnes e miudezas comestíveis (6,4%), açúcares de cana ou de beterraba e sacarose quimicamente pura (5,3%), milho (4,2%) e tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja (2,1%).

Em relação aos compradores de produtos maringaenses, os cinco principais foram China (US$ 605 milhões, participação 76%), Paquistão (US$ 23,9 milhões, participação 3%), Irã (US$ 19,9 milhões, participação 2,5%), Japão (US$ 17,1 milhões, participação 2,1%) e Bangladesh (US$ 17,1 milhões, participação 2,1%).

Importações

No ranking de importações, Maringá ocupa a sétima posição no Paraná e 90ª no Brasil. Em maio, elas somaram US$ 30,41 milhões. Em comparação ao mesmo mês de 2019, com US$ 19,09 milhões, houve aumento de 59,3%. De janeiro a maio, as importações totalizaram US$ 149,78 milhões, aumento de 39,7% na comparação ao mesmo período do ano passado.

Os principais produtos importados foram díodos, transístores e dispositivos semelhantes com semicondutores (59%); transformadores elétricos, conversores elétricos estáticos, bobinas de reactância e de autoindução (13%); partes e acessórios destinados às máquinas e aparelhos das posições (1,7%), abrasivos naturais ou artificiais aplicados sobre matérias têxteis, papel, cartão ou outras matérias (1,5%) e máquinas e aparelhos para trabalhar borracha ou plástico (0,89%).

No período os cinco principais fornecedores de Maringá foram China (US$ 127 milhões, participação 85%), Alemanha (US$ 2,9 milhões, participação 1,9%), Argentina (US$ 2 milhões, participação 1,3%), Índia (US$ 1,91 milhão, participação 1,3%) e Itália (US$ 1,81 milhão, participação 1,2%).

A balança comercial de Maringá somou US$ 163,43 milhões em maio e, no acumulado de janeiro a maio, US$ 651,26 milhões.

Há mais de 15 anos o Instituto Mercosul atua na capacitação de empreendedores para o mercado internacional. Como forma de atender as empresas que querem iniciar exportações e/ou importações, a entidade oferece atendimento para direcioná-las sobre os primeiros passos.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.