Empresa maringaense está na lista do Financial Times entre as que mais crescem nas Américas

Por: - 7 de abril de 2020
Clemilson Correia, CEO e fundador da empresa de Maringá / Divulgação

A empresa maringaense Buysoft foi incluída na lista das 500 empresas que mais crescem nas Américas, de acordo com o Financial Times, um dos mais renomados jornais britânicos.

O ranking está sendo divulgado em um momento repleto de incertezas sociais e econômicas em decorrência da pandemia do novo coronavírus em todo o mundo.

No entanto a classificação também destaca as empresas cujos atributos como inovação, criatividade e resiliência permitirão a rápida retomada do crescimento tão logo a crise fique para trás.

A lista do Financial Times foi compilada em parceria com a Statista, uma empresa de pesquisa, que classifica os participantes de todas as Américas pela taxa de crescimento anual composta (CAGR) em receita entre 2015 e 2018.

O setor de tecnologia, liderado predominantemente pelos EUA, responde por um quarto da lista geral, seguido pelos serviços de suporte (9%) e serviços financeiros (7%).

O ranking não é um reflexo do tamanho da economia de cada país, mas uma função do dinamismo de um determinado mercado e, principalmente, da disposição de suas empresas de serem francas com seus resultados.

O Brasil, por exemplo, apresentou menos empresas no ranking do que a Colômbia. Quase nove em cada dez da lista são oriundos apenas dos EUA e do Canadá.

O Ranking do Financial Times coloca a Buysoft na frente, percentualmente, de gigantes como Netflix e de grandes empresas locais, motivo de grande orgulho para o CEO Clemilson Correia.

“Estamos extremamente felizes pelo reconhecimento e por estar ao lado de grandes players globais”, explica. “Como disse Eleanor Roosevelt, ‘O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos’”, explica.

Em 2010, em meio a uma crise financeira, Clemilson, dividido entre as despesas de uma família e a vontade de empreender, criou a empresa em um cômodo de sua casa e alcançou seu primeiro milhão em faturamento com apenas um ano de existência.

Ruti Pedrini, CFO da empresa afirma que “ter a Buysoft participante do ranking Financial Times, significa honra, mérito, esforço, dedicação, sonho. A notícia recebida é como um conforto, uma injeção de ânimo, num mundo de incertezas e desafios, como o que estamos vivendo.”

Ruti, que está na empresa desde sua fundação, credita a conquista a todos os colaboradores.

“Atribuo essa conquista aos esforços, e dedicação da Familia Buysoft, desde capacitação com estudos, bem como cordialidade, gentileza, ética e respeito com nosso cliente, é um conjunto de fatores que faz com que o sonho se torne realidade”.

Ruti Pedrini, CFO da empresa / Divulgação

“Nossa fórmula de sucesso é unir sacrifício, tempo e amor. Amor é o que faz com que os negócios aconteçam. Sacrifício é você colocar dedicação, empenho, toda sua energia, disposição e garra em um propósito. E tempo é você saber esperar para que isso aconteça. Saberemos esperar o momento certo para avançar, mas precisamos comemorar nossas conquistas e o propósito que nos trouxe até aqui: transformar as empresas, valorizar as pessoas e melhorar o mundo”, conclui o CEO.

No ano passado, a Buysoft se tornou a primeira do Brasil a ser duplamente premiada no Autodesk Brazil Channel Summit e se mudou para a sede atual, com mais de 400 metros, localizada no coração de Maringá, no Paraná.

Além disso, de outubro de 2019 a janeiro deste ano, a empresa apresentou recordes de vendas e receitas, resultando os maiores números desde sua fundação.

Números de janeiro deste ano mostram que a Buysoft aumentou a rentabilidade em 1.365% em relação ao mesmo período de 2018. Os números positivos refletem uma série de mudanças realizadas na empresa desde o começo de 2019.

Em 2020, logo nos primeiros meses, a Buysoft anuncia que vai apoiar empresas em duas frentes, com ações solidárias e mudanças em tratativas comerciais:

A Buysoft passa a disponibilizar alguns serviços e software gratuitamente, em parceria com marcas globais como Microsoft, Adobe, Autodesk e Kaspersky, para fazer frente ao cenário do novo coronavírus (Covid-19).

Além disso, oferece preços menores e condições inéditas em sua história, para apoiar empresas que estejam enfrentando dificuldades nesse período e precisem adaptar ou modificar seu trabalho. Outras informações podem ser vistas aqui.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.