Carla Sarni, fundadora da Sorridents, é uma das palestrantes do Inova Woman, em Maringá, nesta sexta

Por: - 24 de outubro de 2019
A dentista e empresária Carla Sarni / istoe.com.br

Carla Sarni, dentista e fundadora da Sorridents, maior e mais premiada rede de clínicas odontológicas da América Latina, primeira rede de franquias e primeira franqueadora de clínicas odontológicas a ser case de estudo da maior e mais renomada universidade de negócios do mundo, a Harvard Business School, nos EUA, além do Sebrae e da Fundação Getúlio Vargas (FGV) no Brasil, vai ser uma das palestrantes do Inova Woman, em Maringá.

O Encontro de Mulheres Empreendedoras vai ser realizado nesta sexta (25/10) no Fashion Hall, Paraná Moda Park Shopping Atacadista.

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

Na ocasião, a empresária vai contar suas experiências como empreendedora e profissional da saúde no Brasil. Carla Sarni também vai falar sobre as demais empresas das quais representa que são: Sorriden, Docbiz, GiOlaser e Olhar Certo, e também como chegou a formação da atual maior holding de saúde do Brasil: a Rede Sorridents.

“Será um grande prazer participar deste evento em parceria com o Sebrae/PR e que compartilhar um pouco da minha experiência com quem sonha em empreendedor no Brasil”, conta.

O encontro vai estimular principalmente o público feminino a empreender e a desenvolver características inovadoras, com atividades como palestras e conexão com empresárias de sucesso.

Tanto empresárias quanto mulheres que pensam em abrir um empreendimento, bem como interessados no tema, podem se inscrever. “O evento será dinâmico. A programação proporcionará momentos de aprendizado com mulheres inspiradoras e entrega de conteúdo sobre inovação”, diz a consultora do Sebrae/PR, Letícia Albuquerque.

Neste ano, o Inova Woman vai mais que dobrar de tamanho. Foram abertas 350 vagas para a participação do público de Maringá e região. “Também temos novos parceiros. Isso demonstra a relevância da temática”, destaca Letícia. São apoiadores do evento nesta edição a Sancor Seguros e a Unicoob Corretora de Seguros.

Também palestrará no encontro a doutora Lia Mara Rossi. Proprietária do negócio social Circo ViraMundo e fundadora da ONG Lona Protetora, a professora de Neurociência para o Futuro Sustentado por Pessoas vai abordar o tema da inovação.

Além das palestras, vão integrar as atividades um espaço para networking, rodadas de experiência e mentorias individuais.

“A ideia é incentivar as mulheres a se reposicionar como empreendedoras e a aplicar inovação com ousadia e superação de insegurança”, explica Letícia.

A gerente da Agência Mulher do Sicoob, Amanda Priori, diz que o evento vai auxiliar as mulheres a vencer dificuldades no mundo dos negócios.

“Muitas mulheres pensam que não vão conseguir superar obstáculos, crescer. Queremos que mudem de ideia ao conversar com empresárias bem-sucedidos de vários ramos, que vão compartilhar como foi possível superar adversidades”, comenta Amanda.

O Brasil conta com 24 milhões de empreendedoras. No Paraná, até junho deste ano, as donas de negócio eram 500.000, conforme o Cadastro Sebrae de Empresas. A tendência é de crescimento, mas há aspectos que se reptem no País e que precisam ser modificados.

“As mulheres têm maior capacidade de diálogo e rede de contatos com relações mais fortes. Mas quando se fala em praticar essas características inovadoras, são menos ousadas. Isso vem de um processo de criação, em que não são estimuladas a empreender”, analisa a consultora do Sebrae/PR.

Por isso, acrescenta, as mulheres investem mais em negócios tradicionais, na área de alimentação e bebidas, enquanto segmentos tecnológicos seguem dominados por homens.

De acordo com um estudo do Sebrae e Global Entrepreneurship Monitor, as mulheres respondem por metade dos negócios abertos no Brasil em 2018, sendo que 44% empreenderam por necessidade enquanto entre os homens esse percentual é de 32%.

Embora tenham aberto metade das empresas no País no ano passado e sejam 16% mais escolarizadas que os homens, as mulheres faturaram 22% menos com suas empresas na comparação com o grupo masculino. Mais horas dedicadas aos afazeres domésticos e crédito com juros maiores para elas, ainda que sejam melhores pagadoras, são fatores que têm relação com essa diferença.

O Inova Womam vai ser realizado nesta sexta (25/10) das 16 horas às 21 horas. As inscrições estão encerradas.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.