Maringá cria 3.873 vagas de trabalho no primeiro semestre de 2019. Dobro do registrado no mesmo período de 2018

Por: - 29 de julho de 2019
Construção
Construção civil abriu mais de 1,5 mil vagas de trabalho em 2019 / Pólen Comunicação

A cidade de Maringá criou 3.873 vagas de trabalho no primeiro semestre de 2019, segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia. É mais do que o dobro do registrado no mesmo período de 2018, quando foram criadas 1.837 vagas.

No primeiro semestre de 2019, se destacam no saldo de empregos os setores de serviços, com 1.974 novas vagas, e da construção civil, com 1.515 contratações a mais do que demissões. O comércio garantiu 414 novos empregos no período. Na direção contrária, a indústria de transformação fechou 60 vagas no primeiro semestre de 2019.

No mesmo período de 2018, o setor de serviços havia garantido 1.555 novas vagas de trabalho e a construção civil, apenas 372. O comércio fechou com saldo negativo de seis vagas e a indústria de transformação havia fechado 25 vagas.

Ao analisar apenas os dados do mês de junho de 2019, a cidade registrou o fechamento de 89 vagas de trabalho. O comércio fechou 214 vagas no período e na indústria de transformação foram 172 vagas fechadas. O resultado não foi pior porque o setor de serviços teve saldo positivo de 146 vagas e a construção civil abriu mais 136 empregos.

Em junho de 2018, o saldo de empregos em Maringá também foi negativo. Foram fechadas 515 vagas no período, com maior número de demissões do que contratações em todos os setores. No mês de junho do ano passado, a indústria de transformação fechou 192 postos de trabalho, a construção civil teve saldo negativo de 19, o comércio fechou 206 vagas e a prestação de serviços fechou 90.

O Paraná criou 40.022 vagas formais de emprego no primeiro semestre de 2019. O resultado é 1,54% superior em relação ao mesmo período de 2018. O Estado ocupa a quarta posição no saldo total de vagas de trabalho, atrás de São Paulo (151.722), Minas Gerais (88.238) e Santa Catarina (49.895).

A capital paranaense lidera o ranking da geração de empregos no acumulado do ano, com 12.883 postos, seguido por Maringá (3.873), Cascavel (1.988), Pato Branco (1.925), São José dos Pinhais (1.479), Colombo (1.097), Londrina (1.094) e Rio Negro (1.033).

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.