Pesquisa do Procon de Maringá com 12 produtos hortifrutigranjeiros mostra compra total mais cara no Angeloni e mais barata no Camilo

Por: - 23 de maio de 2019
Imagem ilustrativa de produtos hortifrutis / Divulgação

O Procon de Maringá divulgou uma pesquisa de preços feita em sete supermercados de Maringá entre a terça-feira (21/5) e a quarta-feira (22/5). No total, foram pesquisados os preços de 136 itens, doze deles são produtos hortifrutigranjeiros.

Com base nos preços divulgados pelo Procon de Maringá para cada estabelecimento, o Maringá Post decidiu comparar a diferenças nos preços dos supermercados. O recorte feito pelo portal tem como base os doze produtos hortifrutigranjeiros pesquisados.

A lista inclui alface, alho, banana, batata, cebola, cenoura, cebolinha verde, limão, pepino, salsinha, tomate e ovos brancos. Quando se compara os preços para a compra de todos esses produtos, o valor mais caro é encontrado no Angeloni e o mais barato no Camilo. A diferença chega a quase R$ 20,00 entre os dois estabelecimentos comerciais.

  • Angeloni – R$ 59,22
  • Big – R$ 58,31
  • Condor – R$ 57,15
  • Bom Dia – R$ 53,00
  • Super Muffato – R$ 50,85
  • Cidade Canção – R$ 48,83
  • Camilo – R$ 39,88

A comparação do preço de uma compra específica entre os supermercados não é feita pelo Procon, mas as tabelas divulgadas permitem que o consumidor faça a comparação. Basta criar uma lista de compras e fazer os cálculos.

Em relação aos produtos hortifrutigranjeiros, o Procon de Maringá havia mostrado apenas que a variação total, entre os preços mais altos e mais baixos, chegou a 89,05%, e que o item que apresentou maior variação foi o Alface (Crespa) com um percentual de 191,92%.

Na divulgação da pesquisa, o órgão de defesa dos consumidores ressalta que o “menor preço” pesquisado não faz diferenciação quanto a marca. E relembra que é importante pesquisar antes de comprar qualquer produto.

Nos produtos de mercearia, a variação total chegou a 42,52%, nos produtos de higiene e limpeza, de 34,66%, e entre as carnes, houve uma variação de 38,74%. Na soma total de todos os itens pesquisados, a diferença entre o preço mínimo e o máximo foi de 41,91%.

Segue abaixo a pesquisa completa do Procon de Maringá, onde as pessoas podem fazer a comparação entre os sete supermercados pesquisados.

Vale destacar, que devido às promoções feitas no setor, não há garantia de que o preço apresentado na pesquisa continue a ser praticado nas lojas. Os dados da pesquisa também podem ser acessados aqui neste link da Prefeitura de Maringá.

Conheça o plano de expansão do Maringá Post. Você pode dominar a mídia online da sua cidade. Saiba mais.