Grupo Morena Rosa anuncia compra da grife paulista Iódice e criação de 150 vagas de emprego

Por: - 9 de abril de 2019
Novidade deve ser anunciada oficialmente nesta terça-feira (9/4), na sede da empresa em Cianorte / Divulgação

O Grupo Morena Rosa, com sede em Cianorte, a 81 km de Maringá, anunciou que adquiriu a marca de moda feminina Iódice. Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, o acordo inclui apenas o direito de uso da marca e a empresa Iódice continua com a família do fundador Valdemar Iódice.

O valor da operação é mantido em sigilo pelas duas companhias. A compra da Iódice foi ser anunciada oficialmente nesta terça-feira (9/4), durante um coquetel na sede do grupo Morena Rosa, em Cianorte. Em convite enviado à imprensa, a empresa anuncia que a novidade vai gerar 150 vagas de emprego.

Fundado em 1993, em Cianorte, o Grupo Morena Rosa opera com quatro marcas, Morena Rosa, Lebôh, Zinco e Maria Valentina que são comercializadas em 6 mil lojas multimarcas. O grupo tem aproximadamente 1,3 mil colaboradores e 33 lojas Clube Morena Rosa, entre unidades próprias e franquias.

Em entrevista para o Valor Econômico, o presidente do grupo, Lucas Franzato, afirmou que a entrada da marca Iódice equivale a 10% da receita atual do grupo. Uma fonte do setor ouvida pelo jornal afirmou que apenas no ano passado o Grupo Morena Rosa registrou receita de aproximadamente R$ 420 milhões.

Segundo a Revista Vogue, as conversas entre o grupo Morena Rosa e a grife Iódice começaram em 2010. No entanto, o presidente do Grupo Morena Rosa, Lucas Franzato, disse que as negociações com a marca de moda feminina avançaram no ano passado. Na época, veículos de comunicação anunciaram a negociação entre as duas marcas, mas as companhias não confirmavam a informação.

Atualmente, a Iódice é comercializada em 350 lojas multimarcas e o grupo Morena Rosa ainda avalia quais lojas vão continuar funcionando. Até agora, o que se sabe é que a loja da Iódice na Rua Oscar Freire, em São Paulo, vai ser transformada em Clube Morena Rosa e deve ser inaugurada em junho.

Para reposicionar a marca, o grupo também anunciou que vai começar a produzir as coleções da Iódice, que antes eram importadas dos Estados Unidos. A reportagem tentou contato com o presidente da empresa, Lucas Franzato, mas ele não atendeu as ligações. Fica aberto espaço para manifestação.

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.