Maringá tem 11 empresas no ranking 2018 das 500 Maiores do Sul do Brasil, duas a mais que na edição do ano passado

Por: - 14 de novembro de 2018
Planta industrial da Cocamar, em Maringá / Divulgação

Maringá tem 11 empresas entre as 500 maiores do Sul do Brasil, duas a mais que no ranking de 2017, feito pelo Grupo Amanhã e PwC. A edição 2018 das 500 maiores do Sul, que há 28 anos é o mais importante do país, foi divulgada na noite desta terça-feira (13/11), em Porto Alegre.

As duas novidades de Maringá, que não estavam no ranking de 2017 e estão no 2018, são a Multivida Participações S/A, de prestação de serviços, e o Cinesystem S/A, de entretenimento. A melhor colocada da cidade, na 35ª posição, permanece sendo a Cocamar – Cooperativa Agroindustrial.

O ranking principal é definido pelo VPG – Valor Ponderado de Grandeza, resultado da soma do patrimônio líquido (com peso 50%), receita liquida (40%) e resultado líquido do exercício (10%), que no ranking 2018 leva em consideração os números das empresas de 2017.

O VPG da Cocamar foi de R$ 2 bilhões. A Santa Terezinha Participações, usina de açúcar e álcool, subiu uma posição, passando para a 42ª. Com patrimônio liquido de R$ 1,055 bilhão, em 2017 teve receita liquida de R$ R$ 2,754 bilhões e lucro liquido de R$ 86,06 milhões. O VPG foi de R$ 1,63 bilhão.

A terceira empresa com sede em Maringá entre as 500 maiores do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul é a Cia. Sulamericana de Distribuição – Supermercados Cidade Canção, que também subiu uma posição em relação ao ranking anterior, indo para a 66ª. O VPG foi de R$ 976,13 milhões.

A Unimed Maringá saltou do 212º lugar para o 205º, registrando um lucro liquido de R$ 30,22 milhões e VPG de R$ 302,18 milhões. Na sequência, vem a Viapar – Rodovias Integradas do Paraná, que perdeu 14 posições e passou a ser a 211ª colocada no Sul, com VPG de R$ 294,55 milhões.

A Auto Ricci, do setor de comércio, atacado e varejo, também perdeu posições. Caiu do 245º lugar para o 251º.  Já o Sancor Seguros do Brasil S/A, do setor financeiro, saiu do 390º lugar e subiu para o 285º. A Rivesa – Ribeiro Veículos, do comércio de atacado e varejo, perdeu 15 posições.

A empresa que mais perdeu posições foi a CPA Trading S/A, de comércio exterior, que ocupava a 331ª e foi para a 388ª – foi, portanto, ultrapassada por 57 empresas. Diferente da IG Transmissão e Distribuição de Energia S/A, que saiu da 446ª e foi para a 346ª.

As duas novidades maringaenses que passaram a figurar no ranking 500 Maiores do Sul 2018, a Multivida não existia até então. Saiu do zero e passou a ocupar o 473º lugar, com VPG de R$ 66,47 milhões. Já o Cinesystem, com VPG de R$ 58,58 milhões, ocupa a 495ª posição – estava em 530º lugar.

Confira os lucros das 11 maringaenses

Valores em milhões

Veja também as dez maiores do Paraná, aqui.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.