Codem calcula abertura de 288 vagas de trabalho temporário em Maringá em 2018. Contratações começam agora e seguem até dezembro. Veja dicas para conseguir uma oportunidade

Por: - 28 de setembro de 2018
Imagem ilustrativa / Pólen Comunicação

A projeção do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) é que sejam abertas 288 vagas de trabalho temporário em Maringá em 2018. O número é superior ao registrado no ano passado, quando 230 trabalhadores temporários foram contratados, e também supera o resultado de 2016, com 222 contratações.

A diretora do Codem e economista Juliana Franco Afonso, destaca que a projeção evidencia uma melhora na expectativa dos empresários em relação às vendas, em função dos sinais de recuperação da economia. “Apesar de Maringá não ter sentido tanto os efeitos da crise política e econômica brasileira, como vimos em outros municípios, a cidade também foi impactada”, diz a economista.

Em relação às vagas que vão ser abertas, o setor varejista deve absorver a maioria dessa mão de obra temporária. Lojas de vestuário e supermercados são, tradicionalmente, os setores que mais contratam trabalhadores temporários neste período.

Segundo Juliana, a expectativa é que o saldo anual do mercado de trabalho de Maringá também feche positivo e seja superior ao registrado em 2017, quando foram abertos 706 novos postos com carteira assinada.

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que até agosto de 2018, Maringá contabilizou 2.433 novos empregos, saldo 41,3% maior ao igual período de 2017, quando haviam sido abertos 1.722 vagas. Historicamente, os meses de outubro e novembro apresentam saldo positivo e há um grande número de demissões no mês de dezembro.

Dicas para conseguir as vagas de trabalho temporário

Para ajudar na conquista das 288 vagas de trabalho temporário que tendem a ser abertas em Maringá, o coordenador do curso de Gestão de Recursos Humanos da Educação a Distância (EAD) da Unicesumar, coach e gestor de carreiras, Luciano Santana Pereira, preparou oito dicas que auxiliam na busca e manutenção da oportunidade de trabalho.

1. Customize o currículo

Mantenha o currículo atualizado, enxuto e atrativo. Para isso, busque customizá-lo privilegiando ou destacando informações que possam despertar a atenção dos recrutadores ou contratantes. Evite documentos longos e cheios de textos.

2. Demonstre entusiasmo

Uma vez chamado para o processo seletivo, demonstre entusiasmo, mesmo sendo uma oportunidade temporária. Coloque vida nas falas e ações.

3. Comprometimento e responsabilidade

Adote comportamentos que possam evidenciar o comprometimento com o trabalho. Não fuja das responsabilidades e esteja sempre aberto a aprender cada vez mais.

4. Aprenda sobre o negócio da empresa

Mesmo em um contrato temporário, é importante conhecer a empresa e o seu segmento. Pesquise na internet, converse com outras pessoas ou peça informações. Isso ajuda a criar identificação com a empresa e com o trabalho.

5. Seja ativo e proativo

Busque estar disponível para auxiliar a todos. Adote comportamentos ativos e proativos, antecipando-se às necessidades da equipe ou da empresa. Esta é uma atitude importante e muito considerada nas avaliações de seleção e, posteriormente, na efetivação.

6. Comunicação e relacionamento

Busque se comunicar e se relacionar bem com todos, desde a seleção até o desenvolvimento das atividades. Estabelecer uma boa comunicação é fundamental para o relacionamento e contribui para construir sua marca e imagem pessoal junto à empresa e aos colegas de trabalho.

7. Saiba trabalhar em equipe

Apesar de precisar demonstrar suas capacidades, é imprescindível saber compartilhar e trabalhar em equipe. Não se esqueça da parceria e do coleguismo com todos que estão no seu dia a dia de trabalho.

8. Deixe pegadas de qualidade

Faça tudo com afeto e dedicação. Procure impactar de forma positiva. Isso, sem dúvidas, fará com que as pessoas criem uma referência de qualidade e competência associada ao seu nome e imagem.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.