Churrascaria Pavan, a mais tradicional de Maringá, fechou. Às margens da PR-317, com 2 mil m² de área construída, restaurante foi inaugurado em 1994

Por: - 23 de julho de 2018

A mais tradicional churrascaria de Maringá, a Pavan, às margens da PR-317, onde desde quando foi inaugurada, em 1994, as famílias sem problemas de dinheiro da cidade e apreciadoras de uma boa carne assada na brasa costumavam se encontrar nos almoços de domingo, fechou. O ciclo do conceito de rodizio está encerrado.

Quem liga no telefone da churrascaria ouve um recado gravado na secretária eletrônica informando que o local está fechado para reforma e que “vai reabrir com um novo conceito gastronômico”. O proprietário, Genir Pavan, informou no início da tarde desta segunda-feira (23/7) que a reforma só será iniciada após as eleições.

“O país mudou, a sociedade mudou, as leis mudaram, os hábitos alimentares mudaram e nós também temos que nos reinventar”, acrescentou o empresário de origem gaúcha e neto de donos de restaurante, que chegou em Maringá aos 27 anos, casado e com dois filhos, para montar a churrascaria. Isso em 1992.

Na churrascaria Pavan, o rodízio com cerca de 25 cortes de carnes de bovinos – inclusive angus -, suínos, ovinos e aves, além de cerca de 60 pratos frios e quentes no buffet, quando fechou, só o rodizio saía por R$ 84 por pessoa, sem bebidas e taxas. O novo conceito ainda está sendo elaborado, mas uma coisa é certa, o nome será outro.

A churrascaria também atendia a eventos, principalmente casamentos, e era ponto de parada de ônibus de turismo, principalmente os que vinham de outros Estados com destino a Foz do Iguaçu. “Os turistas dos ônibus que paravam na churrascaria agora vão de avião e os eventos são mais corporativos do que familiares”, observa Genir Pavan.

O local passará “por uma ampla reforma interna”, diz o empresário. A parte externa, a princípio, não sofrerá alterações. A churrascaria tem 2 mil m² de área construída, em terreno de 13 mil m² e, segundo Genir Pavan, “como vai ser o restaurante ainda não está definido, mas também terá carne na brasa”.

Os Pavan trabalham com restaurantes há mais de 50 anos. O começo foi com os avós de Genir, no Rio Grande do Sul. Depois, parte da família foi para Cascavel e, em seguida, para Camboriú (SC), até chegar em Maringá, em 1992, onde se estabeleceu, empreendeu e cresceu.

O empreendimento caçula é o Gastrobar, que reúne no mesmo endereço a conhecida alta gastronomia do restaurante Baco e um bar, embora sofisticado, “com cara de boteco”. Também tem duas unidades do Pavan Grill, uma no Shopping Avenida Center e outra no Catuaí Maringá Shopping, no sistema self service e carnes grelhadas na hora.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.