Amigas de longa data e estrelas da solenidade de abertura da Expoingá, Iraclézia e Cida Borghetti quebram protocolo

Por: - 4 de maio de 2018
A governadora Cida Borghetti e a presidente da Sociedade Rural de Maringá Maria Iraclézia posam para as fotos na solenidade de abertura da Expoingá 2018 / Agência Estadual de Notícias

As estrelas da solenidade de abertura da Expoingá na tarde desta sexta-feira (4/5), a presidente da Sociedade Rural de Maringá e anfitriã da festa, Maria Iraclézia Araújo, e a governadora do Paraná, Cida Borghetti, amigas de longa data, esbanjaram simpatia pelo parque de exposições e, quebrando o protocolo, foram as duas primeiras a discursar.

O cerimonial previa que Iraclézia abrisse a solenidade e Cida Borghetti fechasse. Devido à agenda apertada da governadora, que à noite teria que estar em Curitiba para receber uma comissão de 25 embaixadores de países europeus, pediu para falar antes. Na manhã deste sábado estará de volta à feira, com secretários, para ouvir as demandas do agronegócio.

Apesar do pouco tempo, Iraclézia e Cida cumprimentaram com apertos de mãos, abraços, um dedo de prosa e chamando pelo nome quase todos os presentes, cerca de 300. Na maioria, autoridades municipais e estaduais, políticos, produtores rurais, empresários, fotógrafos e repórteres. Como as duas disseram, estavam se sentindo em casa.

Os mais atentos também notaram que o cerimonial acabou se precipitando ao anunciar, logo após o discurso da governadora, a assinatura de um convênio da Sanepar, no valor de R$ 23,350 milhões, para obras de saneamento em Maringá e municípios da região.

A governadora já havia combinado com o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, que a assinatura do convênio seria assinado no Jardim Alvorada, onde serão investidos os R$ 700 mil destinados à cidade. O dia da assinatura ainda seria marcado. Para remediar, Cida disse publicamente ao prefeito que virá a Maringá para, juntos, caminharem pelo bairro.

Esse convênio seria assinado no dia 5 de abril, às vésperas do fim do prazo para as desincompatibilizações dos gestores pré-candidatos. Foi desmarcado horas antes pelo então presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche. Seria na Prefeitura de Maringá e somava R$ 56 milhões. Acabou sendo autorizado em duas partes, uma no dia 11 de abril e outra nesta sexta-feira.

Papel do governo é oferecer infraestrutura

O tom dos discursos foi de valorização do agronegócio. A governadora disse que ao governo cabe oferecer a infraestrutura necessária para reduzir os custos de produção e comercialização. Anunciou que deu ordem para licitar a duplicação do primeiro trecho da PR-323, de Paiçandu a Dr. Camargo (20 km), que deverá custar cerca de R$ 100 milhões:

– Essa parte terá duas trincheiras e um viaduto. Depois faremos a segunda e a terceira etapas, até chegar a Francisco Alves. Também serão recapadas as duas pistas de Paiçandu a Cianorte.

Além das boas-vindas, Iraclézia disse que a Expoingá, uma das maiores do agronegócio brasileiro, deverá receber 600 mil visitantes e proporcionar negócios de R$ 550 milhões. Também contou, descontraída, que no dia anterior conversou com o filho do pioneiro e um dos fundadores da SRM que empresta o nome ao parque, Francisco Feio Ribeiro:

Ele me disse: “Iraclézia, agora o governo do Paraná é de uma mulher. O comando da Polícia Militar é de uma mulher. E a presidência da Sociedade Rural de Maringá é de uma mulher. O que eu faço?”. Eu respondi, faz o seguinte: trate-as com muito carinho e muito respeito.

Só falta o vice na pré-chapa de Cida Borghetti

Enquanto a solenidade não havia começado, o deputado federal londrinense Alex Canziani (PTB) conversava com prefeitos, articulando apoio à sua pré-candidatura ao Senado. Disse que está rodando o Paraná junto com a governadora e que “ela não tem preguiça para trabalhar e botar o pé na estrada”. E acrescentou: “Estou animado”.

Na composição do grupo que está no poder e que tentará à reeleição tendo Cida na cabeça da chapa, o combinado foi que o ex-governador Beto Richa (PSDB), pré-candidato a senador, escolheria o seu colega de candidatura e que a governadora ficaria à vontade para definir o candidato a vice dela. Não há, segundo consta, nenhum nome definido.

A maioria dos parlamentares de Maringá e região presentes pertence ao grupo político da governadora. Uma das exceções era o deputado federal maringaense Luiz Nishimori (PR), que já declarou apoio ao deputado estadual Ratinho Júnior (PSD), pré-candidato a governador.

Também estiveram na festa os federais Osmar Serraglio, que na janela partidária deixou o PMDB e se filiou ao PP, partido presidido por Ricardo Barros no Paraná e que, obviamente, esteve no parque, e o ivaiporãnense Sérgio Souza (PMDB), da Comissão de Agricultura da Câmara. Os estaduais presentes foram Evandro Júnior (PSDB), Dr. Batista (PMN) e Evandro Araújo (PSC).

Antes de ir à Expoingá, parte da comitiva de autoridades esteve na Unicesumar, para as inaugurações da sede do 3º Comando da Polícia Militar do Paraná e de uma capela ecumênica, quando foi lançado o segundo volume da coleção que conta os 70 anos de História de Maringá.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.