Jogos Universitários Brasileiros vão movimentar R$ 15 milhões em Maringá. Os três mil atletas participantes vão ocupar 75% da rede hoteleira

Por: - 17 de abril de 2018
Secretario de Esportes de Maringá recebe a bandeira do JUBs do presidente da CDBU (Imagem/ Be Nice Films)

Entre os dias 4 e 11 de novembro, Maringá será a sede dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Fase Final. Cerca de 3 mil atletas vão participar da competição e a expectativa é de uma movimentação de R$ 15 milhões na cidade.

Só a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), responsável pelos jogos, vai investir aproximadamente R$ 6 milhões na organização do evento, com o pagamento de hospedagem e alimentação aos atletas e as comissões técnicas.

Serão disputadas 14 modalidades esportivas: handebol, basquetebol, futsal, voleibol, natação, atletismo, judô, FIFA, League of Legends, JUBs acadêmico, natação e atletismo paradesportivo. Além disso, Maringá escolheu as disputas de vôlei de praia e de ciclismo para fazer parte da competição.

Os preparativos para o evento já começaram a movimentar os setores do esporte e do turismo de eventos de Maringá.

CBDU convoca hotéis para audiência pública

Para hospedar os atletas, árbitros e comissão técnica, a CBDU vai realizar audiência pública com toda a rede hoteleira de Maringá. O objetivo é negociar com os proprietários, os valores das tarifas que serão cobradas.

De acordo com a assessoria de imprensa da CBDU, após o envio das propostas, a Confederação fará contato direto com cada hotel interessado para que haja discussão da proposta e para o agendamento de visitas prévias às instalações.

O Maringá e Região Convention & Visitors Bureau vai atuar no papel de facilitador entre a rede hoteleira e a Confederação Brasileira do Desporto Universitário. Segundo a assessoria do Convention, a cidade tem aproximadamente 4 mil leitos e os jogos vão utilizar cerca de 3 mil vagas, cerca de 75% da rede hoteleira.

O Convention também pretende realizar ações de recepção para estimular outros setores econômicos da cidade. A ideia é montar uma agenda, para que os turistas que estiverem em Maringá durante os jogos possam sair à noite e consumir na cidade.

A expectativa é que o evento movimente restaurantes, casas noturnas, bares, táxis, aplicativos de transporte e shoppings centers. A CBDU calcula que cada participante gaste cerca de R$ 500 em Maringá.

CBDU diz que há áreas esportivas suficientes

De acordo com a assessoria da Confederação do Desporto Universitário, só neste ano foram feitas duas vistorias na cidade. Baseado no que a equipe técnica analisou, Maringá tem a quantidade suficiente de quadras, mas são necessários alguns ajustes.

A CBDU solicitou à cidade que providencie a montagem de tendas na Vila Olímpica, para receber modalidades como o tênis de mesa e o League of Legends. Além disso, serão necessários espaços para o Boulevard dos Atletas e refeitório.

O Secretário de Esportes, Valmir Fassina, explica que o Boulevard ficará anexo ao restaurante. Será um espaço com cadeiras e sofás para permitir o descanso e a descontração dos participantes.

“Em Goiás (estado sede dos jogos no ano passado) tinha um touro mecânico”, exemplifica.

De acordo com Fassina, ainda não foi definido o local onde será instalado o espaço. “Temos a Vila Olímpica e o Pavilhão Azul do Parque de Exposições, mas gostaríamos de fazer tudo na Vila Olímpica, para centralizar as atividades”, diz.

Segundo o secretário, todas as competições ficarão concentradas na Vila Olímpica, mas que não está descartado o uso de outros ginásios, centros esportivos e clubes.

Obras de revitalização somam R$ 3 milhões

Com a proximidade dos Jogos Universitários, a prefeitura anunciou a revitalização no Estádio Willie Davids e outras praças esportivas da cidade. Até agora, as licitações abertas ou em andamento somam R$ 3 milhões.

Segundo Fassina, a cidade tem uma boa estrutura e agora serão feitas apenas algumas melhorias. “As reformas não são apenas para os jogos universitários, mas para o dia a dia. Assim, ficamos com a estrutura para outros eventos”, afirma.

Serão gastos até R$ 232,4 mil na aquisição de placas retangulares de gramas do tipo Bermuda utilizadas na revitalização do Estádio Willie Davids e Mato Grosso que será utilizada nos campos de futebol do Brinco da Vila, Jardim Alvorada, Miosótis e dos distritos de Floriano e Iguatemi. O valor também contempla os materiais necessários o serviço.

Outra licitação em andamento, com valor máximo de R$ 1,06 milhão, visa à contratação de empresa para retirada e instalação de um novo piso esportivo no ginásio do Parque do Japão e nos Centros Esportivos Alvorada, Mandacaru e Jardim Catedral.

Para o dia 16 de maio, também está marcada a abertura dos envelopes da licitação de R$ 1,7 milhão para execução da reforma das cabines e banheiros do Willie Davids.

Nos próximos dias, será aberta licitação para garantir melhorias no sistema de iluminação do Willie Davids e instalação de refletores nas outras cinco praças de esporte do município.

Prefeitura cria comitê dos jogos universitários brasileiros

Para atuar em parceria com integrantes da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CDBU), o prefeito Ulisses Maia (PDT) instituiu por meio de decreto, o Comitê Organizador do evento no âmbito da administração municipal.

O Comitê será formado por servidores das Secretarias de Esporte e Lazer, Segurança Pública, Saúde, Mobilidade Urbana, Cultura, Gestão, Serviços Públicos, Educação, Diretoria Turismo e Entretenimento, Diretoria de Comunicação, Gerência de Juventude e Cerimonial.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.