BF Colchões lança plano de expansão de franquia para lojas em cidades nas regiões de Maringá, Londrina, Cascavel e Campo Mourão

Por: - 28 de março de 2018

A BF Colchões acaba de lançar um plano de expansão de franquias de lojas de colchões para cidades nas regiões de Maringá, Londrina, Campo Mourão e Cascavel. Importantes e atrativos diferencias compõem o projeto, que não busca apenas investidores e, sim, lojistas parceiros, com alguma experiência em vendas no varejo.

As informações são do gestor de franquias da BF Colchões, Edson Prado, marca que atualmente conta com cinco lojas nas quatro regiões paranaenses focadas nesse plano de expansão, que objetiva chegar a 20 pontos de venda até julho deste ano.

As regiões não foram definidas ao acaso: a logística de entrega e montagem dos produtos vendidos pelas lojas franqueadas ficam por conta da franqueadora. “Nas cidades dessas regiões, entregamos os produtos vendidos pelas lojas, na casa do cliente final, em até sete dias, saídos direto da fábrica”, diz Prado.

Dessa forma, o franqueado não precisa investir muito em estoque, veículos para entrega e funcionários para fazer a montagem dos produtos. O investimento inicial para ser um franqueado de uma loja da marca BF Colchões, gira em torno de R$ 45 mil a R$ 50 mil.

Baixo investimento inicial é um dos atrativos

Um dos grandes atrativos dessa franquia é o baixo investimento inicial. A taxa de franquia é de apenas R$ 5 mil para as primeiras unidades, e o restante do custo é para mobiliário, visual merchandising e um pequeno estoque, visto que o show room inicial tem um prazo especial  para pagar. A consultoria vai do momento da escolha do ponto de venda, passando por treinamentos para conhecimento técnico dos produtos, até a montagem da loja.

Prado conta que a experiência com franquias da BF Colchões teve início há três anos, tempo no qual, a partir da prática diária, foi elaborado um plano de negócios seguro, rentável e bom para todos: franqueadora, franqueado e clientes. Um dos diferenciais é a forma de pagamento dos royalties e taxas incidentes sobre os produtos vendidos.

“São cobrados 8% de royalties e 4% de taxas de marketing, mas esses porcentuais incidem sobre os valores de compra dos produtos na fábrica e não nos valores de venda aos clientes”, explica Prado. Segundo ele, a franqueadora sugere preços de venda ao consumidor, “mas a definição é dele, a franquia não engessa os lojistas”.

Retorno do investimento previsto em até um ano

Segundo o gestor de franquias,  “o retorno do investimento se dá em um ano no máximo”. Acrescenta que o ideal é que o imóvel onde a loja será montada não exija reformas, que encarece os investimentos. A loja deve ter no mínimo 90 m².

Edson Prado lembra que a BF Colchões conta com uma linha completa de colchões, para todos os biotipos e faixas de preços, para atender todos os consumidores. “Também fazemos colchões sobre medida, a desejo do cliente”, afirma.

Além dos colchões, de qualidade reconhecida no mercado, os lojistas contarão com linhas exclusivas de acessórios, como mantas terapêuticas, roupas de cama e travesseiros. “Tudo com a marca da qualidade BF Colchões e a preços competitivos”, ressalta.

Prado observa que não há restrição quando ao número de habitantes da cidade para a montagem de loja da franquia, mas sugere que “o ideal é que tenha mais de 30 mil habitantes”.

  • Os interessados podem entrar em contato diretamente com Edson Prado pelo e-mail: [email protected]
  • Este conteúdo foi produzido em nome do anunciante BF Colchões, como parte do Plano 6k de marketing de conteúdo oferecido pelo Maringá Post. 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.