Maringá é a primeira do Paraná na criação de vagas de trabalho; indústria e construção civil vão mal

Por: - 22 de setembro de 2017

Maringá contabiliza um saldo positivo de 1.722 vagas no mercado formal de trabalho entre janeiro e agosto de 2017. O resultado coloca a cidade na 37ª colocação do País e 1ª do Paraná, entre os municípios com mais de 30 mil habitantes, na geração de empregos.

As informações são de relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta quinta-feira (21/9) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Em relação apenas ao mês de agosto, os setores do comércio, com saldo de 313 contratações, e de serviços, com 234 vagas, puxaram o resultado positivo. O saldo geral foi de 115 empregos formais a mais no mês.

Ao mesmo tempo, a indústria da transformação fechou 203 vagas e a construção civil teve uma retração ainda maior com a perda de 225 postos de trabalho. Na agropecuária, foram fechadas quatro vagas em agosto.

Paraná tem melhor saldo desde agosto de 2014

O Paraná fechou o mês de agosto de 2017 com 1.180 contratações a mais do que demissões. Apesar de tímido, o saldo positivo é o melhor desde agosto de 2014, quando o resultado havia sido de 5.532 empregos, segundo informações da Agência Estadual de Notícias.

No mês de agosto, ao contrário do registrado em Maringá, a indústria de transformação do Paraná conquistou saldo positivo com 2.123 vagas. Outros setores com bons resultados foram o de comércio (709) e serviços (432).

Na estatística geral do Estado, registraram saldos negativos a construção civil (1.592), extrativa mineral (4), serviços industriais de utilidade pública (26), administração pública (328) e agropecuária (138).

Veja setores que contrataram no Paraná

Entre janeiro e agosto de 2017, no Paraná, os setores da indústria que mais geraram emprego foram alimentos, bebidas e álcool etílico (5.589), têxtil do vestuário e artefatos de tecidos (3.507) e material de transporte (1.493).

No setor de serviços, destaques para o comércio e administração de imóveis, valores mobiliários e serviço técnico (3.668), ensino (3.651) e alojamento, alimentação, reparação, manutenção e redação (3.622).

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.