Domino’s Pizza confirma loja no Novo Centro em outubro

Por: - 21 de setembro de 2017

Conhecida internacionalmente, a Domino’s Pizzaria vai inaugurar sua franquia em Maringá no final de outubro, na Av. João Paulino, Novo Centro. De acordo com Alice Urbanetto, gerente de marketing da franquia no Brasil, serão contratados cerca de 15 funcionários. 

O baixo custo da pizza promete animar os maringaenses, que costumam encontrar valores altos nas boas pizzarias locais. A Domino’s conta com pizzas a partir de R$15,90, seguindo o valor padrão estabelecido pela franquia. O estabelecimento terá 61 lugares, mas o foco é em delivery, disse Alice.

Um dos sócios da franquia de Maringá é o empresário Renato Lopes.

Segundo Yohana Reticena, sócia da franquia da Domino’s em Campo Mourão, aberta no final de 2015, o investimento na sua franquia foi de R$800 mil. O faturamento fica entre R$120 mil à R$150 mil, com lucro aproximado de 20%.

Em Maringá, é esperado uma estrutura um pouco maior do que a de Campo Mourão, já que a cidade é maior, completou ela.

Fachada Domino’s de Nova Iguaçu – RJ (Sergio Ramoz Studio)

Concorrência

Em Maringá, a Domino’s enfrentará a concorrência da Pizza Hut, Della Pizza e Carolla Pizza D.O.C.

A Della Pizza possui duas unidades na cidade, atende somente delivery e é conhecida pelo seu marketing agressivo e extenso menu de sabores exclusivos, como burrata, shitake e queijo brie. Os preços variam entre R$ 21 e R$ 91.

Já no Carolla Pizza D.O.C, franquia fundada em Curitiba com loja no Shopping Maringá Park, o que chama atenção é a massa, considerada por muitos a melhor da cidade.

Para receber o selo de denominação controlada, a pizza deve ser produzida com fermentação natural e forno à lenha, segundo a empresa. Os preços das pizzas no Carolla vão de R$ 49 até R$ 71.

Franquia com mais 12,5 mil lojas

A Domino’s é uma franquia norte-americana com mais de 12,5 mil lojas em mais de 80 países. Nos últimos anos tem aumentado suas vendas, com expectativa de, até o fim deste ano, ultrapassar sua principal concorrente, a Pizza Hut, e assumir o primeiro lugar no setor. 

São 189 lojas distribuídas pelo Brasil. A empresa é conhecida pela tecnologia exclusiva para fabricar e vender pizzas. Nos Estados Unidos já é possível que o cliente faça seu pedido usando emojis nas mensagens, ou até mesmo via Twitter.

Na contra-mão das tendências publicitárias 

A Domino’s não costuma seguir tendências na sua publicidade. Em 2010, o diretor da marca, Patrick Doyle, admitiu em um anúncio de televisão que as pizzas da empresa não são boas.

O comercial mostrava uma consumidora falando que a pizza do Domino’s “tinha gosto de papelão”.

Doyle, juntamente com funcionários de diversos setores da empresa – desde a cozinha até os executivos – aceitaram a critica e se comprometeram a aprimorar seus produtos.

Doyle fez uso das criticas como motivação para fazer pizzas melhores. Mudou a receita, os ingredientes e o modo de preparo da pizza. Confira o vídeo em inglês:

Fotos sem produção nas redes sociais

A Domino’s Pizza também resolveu inovar nas mídias sociais. As fotografias utilizadas nas redes sociais da pizzaria prezam por fotos mais próximas da realidade possível, sem superprodução, mostrando a pizza como ela realmente chega ao cliente.

Instagram da Domino’s (Divulgação)

As fotos da Domino’s contrariam a tendência do mercado, que normalmente publica imagens produzidas em estúdio por fotógrafos profissionais. No caso da franquia nos EUA, as fotos que circulam nas redes sociais da empresa são feitas pelos próprios funcionários.

Em entrevista à revista Fast Company, o diretor digital da Domino’s, Dennis Maloney, justificou as fotos pouco convencionais: “Mesmo que seja um pouco pegajoso, engordurado e haja um pouco de queimado, essa é a pizza que você recebe”.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.