Região de Maringá é a única do Paraná que comércio de varejo fecha no vermelho

Por: - 18 de setembro de 2017
Lojas de varejo tiveram melhor desempenho de vendas em Maringá

A região de Maringá foi a única entre as seis grandes regiões do Estado que as vendas no varejo caíram em julho deste ano em relação ao mesmo mês de 2016 – segundo a última pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio-PR). A queda foi de 5,27%, ante o aumento do setor de 3,75% no Estado como um todo.

Na comparação entre julho e junho deste ano, Maringá também teve queda, mas menos significativa, de 0,97%. No apanhado geral dos sete primeiros meses do ano, as lojas de varejo da região estão superavitárias em 1,1%.

Dos 12 tipos de comércios analisados pela pesquisa, oito tiveram queda na região de Maringá: autopeças (-41,22%), combustíveis (-2,62%), concessionárias de veículos (-6,52%), farmácias (-15,31%), livrarias e papelarias (-24,72%), materiais de construção (-0,53%), óticas (-10,71%) e vestuário e tecidos (-1,21%).

Dos que obtiveram desempenho positivo, o destaque foi para as lojas de departamento, com aumento de 56,26%. Os outros três são: móveis de decoração (5,25%), calçados (3,56%) e supermercados (7,22%).

O setor de autopeças de Maringá, com queda de mais de 41%, representa o maior declínio de desempenho em todo o Estado, nas comparações entre julho. No comparativo entre junho e julho deste ano, as livrarias e papelarias de Maringá obtiveram o pior resultado do do Paraná, com queda de 32,66%.

Avenida Brasil de Maringá, a principal via comercial da cidade

A Fecomércio-PR fez a pesquisa nas regiões de Maringá (Noroeste), Londrina (Norte Central), Curitiba (Metropolitana), Ponta Grossa (Centro Oriental), Cascavel (Oeste) e Pato Branco (Sudoeste). O melhor desempenho foi na região oeste que, nos comparativos entre julho deste ano e do ano passado, teve aumento de 7,13%. De junho a julho deste ano, o aumento na região foi de 5,71%. No acumulado de janeiro a julho, o crescimento foi de 7,83% em relação a igual período de 2016.

Apesar da região oeste ter obtido o maior crescimento geral de vendas no varejo, o setor que obteve melhor resultado em julho foi o de calçados em Ponta Grossa: aumento de 60,57%. As óticas, na região sudoeste tiveram o melhor desempenho de junho a julho deste ano, com 68,41%. No acumulado janeiro a julho deste ano, em relação a 2016, o número mais positivo pertence a Ponta Grossa, com 16,14%.

Supermercados de Maringá
Em julho deste ano foi autorizado pela justiça a abertura dos supermercados de Maringá aos domingos. A decisão foi tomada pelo juiz Humberto Eduardo Schmitz, da 5ª Vara do Trabalho, e aplicou-se, também às cidades da região, como Sarandi e Marialva. A medida entrou em vigor nas últimas semanas do mês.

No comparativo entre julho deste ano e julho de 2016, o aumento foi de 7,66%. Na relação junho e julho de 2017, o aumento foi de 4,25% nos supermercados. No acumulado de janeiro a julho deste ano, em relação a igual período de 2016, houve um aumento de 1,1% no comércio de supermercados.

Confira as variações levantadas pela Fecomercio-PR, no Paraná e em Maringá.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.