A difícil arte de demitir pessoas

Demitir um colaborador é uma tarefa difícil, mas necessária. Aprenda como fazer isso de maneira profissional e respeitosa.
Foto: Freepik / Vetor criado por @macrovector

Como demitir um colaborador que não cumpre com o que foi acordado? Qual é a hora correta de demitir ou é possível mudar o comportamento de um colaborador através de uma conversa séria?

Sempre gosto de lembrar que gerenciar um time não é uma tarefa fácil e, muito menos, para qualquer pessoa. A demissão é um dos processos com maior carga emocional envolvida em uma empresa, isso porque se não for conduzida de forma efetiva essa situação delicada pode se tornar negativa.

Desligar um colaborador também exige que o líder e, a empresa no geral, se atenham a seus valores e demonstre o quanto cada pessoa é importante dentro da empresa. A primeira coisa que devemos pontuar nesse momento delicado, de demissão, é que nenhum líder decide de uma hora pra outra demitir determinado colaborador.

É preciso tempo e análise para chegar a essa decisão, por isso é tão importante anotar os pontos e características que você, líder, percebe e pelos quais não é interessante manter aquele colaborador na sua equipe. Alguns exemplos são: o profissional não apresenta o desempenho esperado, não tem o perfil adequado ou simplesmente não se enquadra no propósito geral da empresa.

Outros motivos que podem indicar que está na hora de considerar uma demissão:

  • O colaborador torna o ambiente de trabalho negativo com reclamações, intrigas ou tem dificuldades para se relacionar com seus colegas de trabalho, criando um clima pesado;
  • Apresenta baixo desempenho, mesmo após o líder ter conversado com ele diversas vezes;
  • O colaborador não se importa com as metas e objetivos da empresa e não tem comportamentos e atitudes condizentes com a empresa.

Seu colaborador apresentou algum desses sinais? Tome cuidado. Além deles, um outro sinal de alerta é se os próprios colegas de trabalho reclamarem sobre os comportamentos e atitudes do colaborador em questão.

A partir do momento de identificação do problema, é preciso agir! Vou ser sincero com você: não existe uma forma fácil de demitir um colaborador, eu mesmo em mais de 20 anos de carreira ainda tenho um frio na barriga quando preciso tomar essa decisão. A verdade é que com a experiência e com treinamento você vai conseguir tornar esse momento menos desconfortável para ambas as partes.

Seja educado, mas também direto e profissional, pense no que falar antes da reunião e evite grosserias, se você tem uma relação de amizade com o colaborador, é necessário colocar a relação profissional em primeiro lugar e ter maturidade para a amizade prosseguir fora da empresa. Além disso, você também pode oferecer uma carta de recomendação, confirmando que a relação entre o colaborador e a sua empresa terminou naquele momento, mas que não há ressentimentos e muito menos mágoas.

Nestes momentos é imprescindível saber o que NÃO fazer do que o que fazer propriamente dito, minhas principais dicas sobre o que você deve evitar no momento do desligamento são:

1) Pedir desculpas – quando há o pedido de desculpas parece que a empresa é culpada pela saída do colaborador, por isso não peça desculpas, mas sim agradeça o tempo em que o funcionário atuou na empresa;

2) Não planejar o desligamento – planejar esse momento é essencial, demitir um funcionário exige preparação e o respeito deve vir acima de tudo e você pode planejar com calma o que vai ser dito e também o agradecimento pela dedicação que o colaborador teve até ali com a empresa;

3) Não ter uma conversa individual com o colaborador – assuntos delicados, como uma demissão, devem ser conversados individualmente e pessoalmente com o colaborador em questão, mantendo a conversa em tom pessoal e olhando nos olhos;

4) Não informar a equipe sobre o desligamento – após o comunicado ser realizado ao colaborador é interessante notificar os colegas em seguida, você pode fazer uma reunião com a equipe e esclarecer possíveis dúvidas;

5) Manter o lado pessoal e profissional juntos –  é normal deixarmos nos levar pela emoção, afinal, somos seres humanos, entretanto neste momento é essencial que o lado profissional se sobressaia e explique o porquê da decisão, assim é possível manter a cordialidade e ajudar o colaborador a compreender que no quadro atual da empresa essa foi a melhor alternativa.

Demitir colaboradores é uma arte nada fácil que precisamos aprender durante a nossa vida, principalmente enquanto empresários. Você tem dificuldades de demitir seus colaboradores? Experimente colocar essas dicas em prática para ter demissões mais tranquilas e planejadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.