Gaeco denuncia pagamento ilegal de horas extras em Sarandi

Por: - 29 de março de 2018

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Maringá ofereceu denúncia na terça-feira (27/3) contra seis guardas municipais e um ex-diretor de Recursos Humanos do Município de Sarandi. Eles foram acusados de receber o pagamento ilegal de horas extras.

Também foram denunciados um ex-secretário municipal de trânsito, que hoje é vereador de Sarandi, e um servidor público que atuava como diretor operacional.

A denúncia de falsidade ideológica e peculato por desvios de verbas públicas foi oferecida à 2ª Vara Criminal da cidade. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pelo Ministério Público.

Segundo as investigações, iniciadas em novembro de 2016, no âmbito da Operação Jornada nas Estrelas, os fatos ocorreram nos anos de 2014 e 2015, quando os denunciados inseriram e fizeram inserir dados falsos nas planilhas de horas extras e livro ponto.

Mais informações no portal do Ministério Público do Estado do Paraná.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.