Mãe de Santo levou R$ 13 mil mais pré-datados

Por: - 14 de março de 2018

Esta é para descontrair. Você já ouviu falar do Golpe da Prosperidade? Foi assim que o repórter da Rede Massa, Índio Maringá, batizou mais um caso que apareceu na Delegacia de Maringá. Um comerciante, ansioso por prosperar nos negócios, resolveu procurar uma ajuda pouco convencional. No caso, o trabalho de uma Mão de Santo.

O investimento na intervenção para o sucesso foi acertado em R$ 34,978 mil, com um adiantamento de R$ 13,234 mil, quitados nos dez primeiros dias de março.

Estes primeiras parcelas foram pagas com quinze cheques de diferentes valores.

Só que não rolou prosperidade ao comerciante. Indignado com a falsa promessa da Mãe de Santo, registrou o fato na Delegacia de Maringá, no começo da tarde desta segunda-feira (12/3), mais especificamente, às 14h20.

A preocupação do denunciante, é que outros 24 cheques estão nas mãos da suposta Mãe de Santo.

Embora tenha ocorrido o registro oficial do desacerto no investimento, é de se supor que dificilmente o caso será investigado pela Polícia Civil.

Fica a dica. Cuidado para não cair no Golpe da Prosperidade.

Obs. Eu preferi não não divulgar o nome da vítima que registrou o Boletim de Ocorrência, nem o da suposta Mãe de Santo, porque é triste ver pessoas caírem em golpes como este, do paco, do bilhete premiado, entre outras conversas de estelionatários.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.