Na hora de investir, imóvel é o melhor negócio. Será?

Com a economia voltando aos eixos, as pessoas pensam em fazer investimentos, mas querem segurança. É nesta hora que os imóveis aparecem como bom negócio, garantido e seguro. Vamos ver se na prática é assim mesmo.

Ciclo de vacinação praticamente completo, máscaras sem obrigatoriedade, as pessoas voltando a uma vida que hoje nomenclamos como normal, empresas voltando a contratar, enfim, com a economia do País em avanço de sinais que demonstram o fim de uma crise, as pessoas, que durante a pandemia deixaram de investir por não saber como seria o dia de amanhã, voltam a pensar em investimentos e, como se diz, dinheiro circulando atrai mais dinheiro para circular.

O fim deste período nebuloso chamado pandemia é meio parecida com virada de ano, quando as pessoas estão cheias de planos e muitas delas colocam as idéias em prática logo nos primeiros dias do novo período. É hora de fazer o mesmo, mas até que chegue o momento certo deve-se analisar, pensar, perguntar, experimentar, enfim, fazer de tudo para achar um negócio o mais seguro possível.

Certamente, você já ouviu que o investimento em imóveis é um grande negócio. Ninguém tem dúvidas disso, assim como não há dúvida de que esse tipo de aplicação tem um bom potencial de retorno e que precisa ser seriamente considerado caso você pense em ter uma fonte segura de receita. 

Você não pode sair comprando ou vendendo propriedades só porque desde sempre se fala que aplicar em imóveis é bom negócio. É bom negócio se você fizer da maneira certa. E fazer a coisa certa tem que ser a meta principal.

Invista tempo em circular pela cidade, ver para onde ela cresce, quais regiões valorizam rápido, quais melhoraram com o tempo, quais pioraram, você quer imóvel para morar, para alugar, para esperar valorização, é melhor imóvel novo ou usado, que tipo de vizinhança você terá, casa ou apartamento, pronto ou na planta, loteamento novo ou áreas já consagradas?

Se você quer entender a fundo esta área, procure um assessor de investimentos do setor imobiliário, aquele que passa a vida analisando o potencial de cada região da cidade.

Um assessor de investimentos imobiliários é o profissional que pode ajudar você a não cair no canto da sereia, ou seja, não embarcar em algo que no momento parece bom, mas que mais adiante terá resultados muito diferente do inicial. Historicamente, os imóveis ganharam fama de negócio bom, vantajoso e seguro, mas para isso se concretizar em realidade estar bem assessorado é premissa básica. É loucura pensar que qualquer imóvel é um bom investimento.

Um consultor imobiliário experiente vai lembrar você que a compra do imóvel não é o único objetivo a estar no seu horizonte. Ele vai lembrar que o setor imobiliário é resistente aos mais variáveis momentos econômicos e se torna a segurança quando ocorrem mudanças na economia do país.

Em períodos de baixo crescimento ou recessão econômica, quem já está com dinheiro separado para investir num imóvel pode se beneficiar de bons descontos, já que as ofertas de venda nesses momentos aumentam, pois, muitos proprietários se desfazem de seus imóveis por terem se resguardado no mesmo para passar por tal momento sem dificuldades e, desta forma levantam dinheiro para manter organizada e sem surpresas suas vidas financeiras.

Por outro lado, aqueles que precisam de financiamento em períodos econômicos desfavoráveis vão acabar pagando mais caro para realizar seus sonhos. Por isso, sempre esteja atento aos movimentos como o deste momento em que vivemos onde, as taxas de juros estavam estritamente baixas e, com uma pequena melhora nas certezas do PIB, tais taxas já quase que dobraram e quem esperou, acabou perdendo uma imensa oportunidade. 

Se você não é do ramo, não pense que vai entender o setor imobiliário de um dia para o outro. Para ganhar tempo, procure quem já está nisto há tempo e que aprendeu com a prática.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.