Por que as cervejas belgas são consideradas as melhores do mundo?

Por: - 15 de setembro de 2020
Um dos pontos a favor da cerveja belga é a fermentação /Emma Vendetta

Em 2016, a Unesco decretou que as cervejas belgas entrariam na lista de do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da entidade. Essa conquista se torna ainda mais notável quando se descobre que a Bélgica é responsável por apenas 1% da produção mundial de cerveja.

A cerveja é uma bebida consumida em muitos países do mundo, como Brasil, Alemanha e Hungria. No site A Melhor Escolha você pode conferir outras reportagens sobre a popularidade da cerveja e, eventualmente, qual deve ser a melhor escolha para consumir naquele churrasco com a família ou no bar com os amigos. 

Um dos pontos a favor das cervejas belgas é a fermentação. Alguns cervejeiros belgas usam dois métodos de fermentação. A primeira é a fermentação espontânea, processo em que o cervejeiro não adiciona fermento diretamente à cerveja. Em um tanque de resfriamento aberto, o produto fermenta automaticamente.

O segundo método utilizado na Bélgica é a fermentação mista. Nesse tipo de processo, duas bebidas são misturadas. No primeiro momento, a cerveja fica reservada em barris de carvalho, onde a fermentação ocorre a partir da utilização do ácido láctico. É um processo mais lento. Terminado essa fase, o líquido é misturado com a cerveja em alta fermentação.

Poucos lugares do mundo conseguem realizar esse tipo de produção, e a Bélgica é um desses países.

Além disso, as cervejas belgas primam pela qualidade, equilíbrio e variedade, em uma mistura entre tradição e criatividade. Os cervejeiros belgas sempre evitam a extrema doçura ou amargor de suas cervejas, mas buscam o equilíbrio perfeito. Segundo muitos, esse equilíbrio é a marca registrada da cultura cervejeira belga.

Outro fator importante é a tradição da cerveja dentro da Bélgica. Uma das associações mais antigas do país – e de todo o mundo – é a Federação dos Cervejeiros Belgas. Esta federação reúne uma centena de cervejarias que, em conjunto, formam 90% da produção de cerveja no país.

A associação faz mais do que organizar festas. Em 1992, a fundação lançou a campanha “Cerveja feita com amor deve ser bebida com bom senso”. A campanha de conscientização serve para que as pessoas consumam o produto, mas sempre com responsabilidade. Esse fator também foi levado em consideração pela Unesco ao conceder o prêmio.

De acordo com a entidade, as medidas contra o consumo excessivo de álcool contribuem para manter a cultura da cerveja na Bélgica. 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.