Acredita em previsões? Veja o que diz uma taróloga para o futuro de Maringá em 2020

Por: - 30 de dezembro de 2019
Imagem ilustrativa / astrocentro.com.br

Para quem acredita em tarologia e astrologia, prever o futuro é possível. A pedido do Maringá Post a taróloga Paula Mariá Riemer fez previsões para o futuro do maringaense e da cidade de Maringá em 2020.

A primeira questão é como será o ano dos maringaenses. Segundo Paula, a carta que saiu no jogo, as “enamoradas”, revela um ano de difíceis escolhas e muitos caminhos para os moradores de Maringá.

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

“Estaremos em meio a uma guerra silenciosa, em meio a uma polarização de ideias, de opostos políticos, econômicos e de divergências de opiniões. No meio disso existe algo que une todos os maringaenses, que é um olhar para o futuro. As cartas mostram um olhar carinhoso em como a cidade pode ser, e no meio desse caminho surgem as dúvidas de como chegar nesse lugar que estamos construindo”, conta a taróloga.

Para Paula, o ano de difíceis escolhas e diversos caminhos também trará muitas festas, que serão oportunidades de unir-se novamente e olhar para o mesmo ponto. A taróloga explica que as escolhas de como será criada essa “Maringá de felicidade e boa esperança” não serão fáceis. “É por meio dessas dúvidas e questionamentos que a gente atravessa o ano de 2020”, conclui.

Sobre a possibilidade de acontecer uma tragédia em Maringá em 2020, ou até mesmo novas ameaças de ataques na UEM, como as registradas em 2019, a taróloga diz que apesar de um começo de ano tranquilo e calmo, há possibilidades.

“A carta que sai sobre isso é a da louca. O que vejo é que as ameaças voltam, mas o tarot não me responde se com certeza acontece o atentado. A louca fala sobre algumas pessoas com intensões impensadas, de loucura mesmo, sem nenhum objetivo”, indica Paula.

Mesmo com o início do ano sendo tranquilo nesse sentido, a taróloga alerta sobre a importância do cuidado psicológico como forma de controlar as ameaças. Oferecer ajuda e saber conversar são pontos que as cartas mostram para contornar essa situação.

“Quando eu peço um conselho as cartas sai o conselho da força. Nesse conselho é necessário ter a sabedoria de não responder ameaça com ameaça, violência com violência. É fundamental ter a consciência de que cabe a nós domar esses leões e ensinar de maneira correta a reagir as frustrações”, conclui.

Em relação à política, Paula Mariá Riemer foi questionada sobre a possibilidade de reeleição do prefeito Ulisses Maia (PDT).

“Eu vejo imensa possibilidade de acontecer. O que as cartas me mostram é a arcana Anima Mundi, que é a unica arcana que tem nesse baralho e nos outros não têm. Essa carta fala de conquistarmos um espaço, estarmos em um lugar que é feito para nós, onde a gente se sente à vontade e completamente confortável”, afirma.

Segundo a tatóloga, além da arcana, duas rainhas apareceram no jogo da reeleição. “As rainhas mostram uma posição de liderança e realeza. O que vejo é que ele tem grande potência para se reeleger. Ele tem vontade, desejo e também condições materiais para mostrar para cidade o que ele tem feito de bom”, explica a taróloga.

A taróloga também faz um alerta ao atual prefeito. “A unica coisa que o tarot fala é da importância das boas alianças. Um vice que representa essa aliança, ou até mesmo uma aproximação com partidos concorrentes. Essas alianças serão fundamentais para que o prefeito se reeleja em 2020”, alerta.

Sobre a substituição do arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti, que renunciou em 2019, ela acredita que ainda leve um tempo para que um novo nome seja oficializado, mas ele vai ser bem recebido pela comunidade.

Até que um novo arcebispo seja nomeado, o bispo de Umuarama, Dom Frei João Mamede Filho, é o administrador apostólico da Arquidiocese de Maringá.

“A população de Maringá se mostra muito solicita em trabalhar de uma maneira conjunta com ele. Ate saiu uma carta, o três de ouros, onde a imagem se passa dentro de uma igreja. Eu vejo a disposição da população em ajudar esse arcebispo a construir uma igreja mais unida”, aponta.

A taróloga também afirma que vai ser uma pessoa “muito abençoada, generosa e muito apegada a questões da caridade e da colaboração com o próximo”.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.