Você acha que o funk brasileiro esbanja muito em clipes? Veja como é a ostentação no RAP

Por: - 6 de novembro de 2019
Lil Wayne, um dos campeões de ostentação no RAP mundial / Reprodução

As joias nos punhos e no pescoço, as roupas de marca, os carros e motocicletas de luxo, festas sem limite. Desde 2008, o funk brasileiro ganhou uma vertente ostentação e, para fazer sucesso nesse mercado, os clipes precisam mostrar a vida boa dos artistas.

O estilo surgiu nas periferias de São Paulo e na Baixada Santista, mas logo se espalhou, ganhou o Rio de Janeiro e milhões de ouvintes por todo o Brasil.

Neste mercado nacional, o filmmaker KondZilla se especializou na estética do luxo e quem sonha em fazer sucesso com o funk brasileiro ostentação, também almeja gravar com a marca KondZilla.

Desde 2010, vários artistas ostentaram nos clipes do filmmaker e criaram uma corrente de sucesso. O portal KondZilla reuniu alguns dos primeiros lançamentos que abriram espaço para o funk ostentação no Brasil.

A lista inclui a música “Tá Patrão”, do MC Guimê. No clipe, ele aparece com um Camaro, carro lançamento do ano, só com roupas de grife e rodeados de mulheres.

Também tem o clipe de “Tá Bombando”, com Samuka e Nego, e “Sou Patrão, Não Funcionário”, do MC Menor do Chapa.

A principal influência para o universo da ostentação dos cantores do funk brasileiro são os rappers americanos. Com correntes e dentes de ouro, carrões, mansões e cercados de mulheres, eles sempre querem mostrar que podem bancar uma vida de luxo.

Para responder quais são os rappers com mais ostentação no mundo da música, o blog Betway Insider analisou o valor de 40 clipes de RAP do Billboard Top 100.

Baseados em roupas, joias, imóveis e valor de produção, a publicação revela qual rapper é o gasta mais na indústria da música. O artigo se chama “O ranking da ostentação: edição RAP”.

A pesquisa feita pela Betway Cassino Online, explorou mais de 40 vídeos de RAP e mais de R$ 300 milhões em gastos para mostrar quais são os artistas que mais ostentam no mundo.

O maior valor investido pelos rappers é nas mansões. Foram R$ 187,8 milhões nos clipes analisados. Em produção, foram mais R$ 35,5 milhões investidos nas gravações.

Outros R$ 32,4 milhões foram usados em veículos de luxo e mais R$ 23,2 milhões garantiram as joias dos cantores. Em roupas, foram mais R$ 7,6 milhões em apenas 40 clipes ostentação do RAP.

Entre os veículos de luxo que desfilam com os cantores, o mais caro usado nos vídeos é um Rolls-Royce, de R$ 5,2 milhões.

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

Em primeiro lugar no TOP 10 dos clipes ostentação do RAP mundial aparece o cantor Lil Wayne, com a música Lollipop. O valor calculado com o vídeo chega a R$ 63,4 milhões.

Em segundo no TOP 10 aparece 50 Cent, com o clipe de Candy Shop, com o valor de R$ 37,5 milhões. E em terceiro lugar tem o cantor 21 Savage, com a canção A Lot. O valor chegou a R$ 34,4 milhões. 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.