Gêmeas da natação de Maringá fazem dobradinha no Parapan do Peru. Débora e Beatriz levam ouro e prata

Por: - 25 de agosto de 2019
Beatriz e Débora Carneiro nas piscinas de Lima, no Peru / Orlando Gonzalez

As gêmeas da natação de Maringá, Débora Borges Carneiro e Beatriz Borges Carneiro, 20 anos, conquistaram ouro e prata nos 100 metros peito na noite deste domingo (25/8) nos Jogos Parapan-Americanos, em Lima (Peru).

Débora ficou com a medalha de ouro. Com o tempo de 1min16s33, ela quebrou o recorde do Parapan. Beatriz ficou com a prata. Ela fez a prova em 1min17s11. O quarto lugar também ficou com uma brasileira. Ana Soares de Oliveira fez o tempo de 1min28s60.

Elas repetiram a dobradinha conquistada nas provas eliminatórias, disputadas pela manhã. Débora conseguiu a melhor marca, com 1min16s99 e a Beatriz fechou a prova com 1min19s68.

As paratletas da natação maringaense embarcaram para Lima, no Peru, no sábado (17/8). As competições da natação no Parapan-Americanos começaram na sexta-feira (23/8).

As gêmeas da natação de Maringá estão no topo do ranking das Américas e entre as sete principais atletas do mundo na categoria S14, que engloba competidores com deficiência intelectual.

Débora e Beatriz são treinadas pelo professor André Yamazaki Pereira, que acompanha as atletas no Peru. Yamazaki também foi convocado como técnico na delegação brasileira.

Em 2018, Beatriz competiu na Itália e Inglaterra pelo circuito da World Series. Da viagem à Europa, a nadadora trouxe uma medalha de bronze nos 100 metros peito na etapa de Ligano Sabbiadoro, na Itália, em que ela participou de três provas.

Em Sheffield, na Inglaterra, os resultados ela obteve a 14ª colocação nos 200 metros livre, 15ª nos 100 metros borboleta, 9º lugar nos 200 metros medley e 4º lugar nos 100 metros peito.

Gêmeas idênticas, Beatriz e Débora Borges Carneiro, de 20 anos, também participaram dos Jogos Paralímpicos Rio-2016, quando conquistaram a décima colocação geral nos 200 metros livre e quinto lugar geral nos 100 metros peito.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.