Filme de terror rodado em Maringá e região, “Ritual: Você Pode Estar Nele” vai estrear no Calil Haddad

Por: - 9 de agosto de 2019
Filme levou quase quatro anos para ser finalizado / Reprodução Trailer

Cenário e sotaque característicos do norte paranaense são o pano de fundo de uma história de terror envolta em rituais e baseada em relatos antigos. Rodado em Maringá e cidades da região, o filme “Ritual: Você Pode Estar Nele” será exibido pela primeira vez na terça-feira (13/8) e quinta-feira (15/8) no Teatro Calil Haddad em duas sessões, às 14h e 19h. O valor do ingresso é R$ 10.

O terror, de pouco mais de duas horas de duração, acompanha os mistérios de rituais de magia de seitas religiosas e a ligação desses grupos com o desaparecimento de pessoas. Como a polícia e os detetives não descobrem nenhuma pista, um casal de repórteres é contratado por uma revista para cobrir o assunto.

A revista aluga uma casa de madeira para os repórteres, mas o que eles não sabem é que o local era usado para os rituais. No roteiro, os irmãos Mizael Tcharks e Chico Santos contam que misturam elementos da ficção com histórias que ouviam durante a infância de familiares que participavam de rituais religiosos.

O filme levou quase quatro anos para ser gravado. As gravações começaram em 2015 e terminaram em 2018. Em 2019, a equipe também regravou algumas sequências que não puderam ser utilizadas. “A gente reunia um pouco de dinheiro e gravava. Quando faltava dinheiro, tínhamos que parar e conseguir mais recursos para voltar a gravar”, afirma Chico Santos.

Com custo de R$ 500 mil, o terror foi produzido inteiramente em Maringá e cidades como Sarandi, Paiçandu, Marialva, Apucarana e Mandaguaçu. O filme não recebeu nenhum recurso de edital de incentivo à cultura ou patrocínio. Todo o dinheiro veio de doação de amigos, dos atores que fizeram parte do filme e também dos irmãos Mizael Tcharks e Chico Santos, que decidiram investir no sonho de produzir um longa que representasse o Paraná.

“O Mizael tinha o sonho de gravar o filme e nós fomos conversando e decidimos que queríamos fazer um filme ‘abrasileirado’. A gente não colocou coisas do cinema americano, o cenário são as casas de madeira, tudo da região”, diz Chico Santos.

Aproximadamente 100 pessoas, entre atores e equipe técnica, participaram da produção e gravação do filme. Responsável pela seleção dos atores, Mizael Tcharks conta que foram feitos vários testes para seleção da equipe e até quem nunca atuou se destacou no filme. “Dentro da nossa capacidade, a gente tentou criar algo para chamar atenção, fazer algo totalmente diferente e sair da rotina”.

Esse é o primeiro filme produzido pela produtora de Mizael chamada Radar Produções Cinematográficas. No entanto, os irmãos pretendem seguir carreira no cinema e já pensam em outro filme. A próxima história vai deixar de lado o universo do terror e apostar em uma trama medieval com romance, luta e pitadas de musical. Tudo isso em um roteiro original e característico do norte paranaense.

Ficha Técnica:

Roteiro: Mizael Tcharks e Chico Santos

Produção: Radar Produções Cinematográficas

Direção: Tisley Barbosa

Fotografia: Jonathan Garcia

Classificação indicativa: 11 anos

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.