Ciclista mineiro foi o primeiro a completar desafio entre as catedrais de Londrina e Maringá. Foram 120 km em 4h30

Por: - 17 de junho de 2019
A festa das ciclistas na chegada da Rota das Catedrais em Maringá / Divulgação

O ciclista mineiro Daniel Zoia, que mora em Juiz de Fora (MG), foi o primeiro a completar o percurso de 120 km entre as catedrais de Londrina e Maringá. A terceira edição da Rota das Catedrais foi realizada no sábado (15/6) com a participação de 660 ciclistas de 60 cidades do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Daniel Zoia chegou à região Norte do Paraná preparado fisicamente e psicologicamente para o desafio. “Tentei fazer o melhor tempo e concluí a prova em quatro horas e meia. A extensão de 120 km assusta no início, mas como o bloco de ciclistas andou junto grande parte do percurso, conseguimos economizar energia e atingir alta velocidade”, disse.

Na fase final do percurso, Daniel se distanciou do grupo. “A partir do momento que fiquei sozinho, procurei controlar o ritmo para não me desgastar por completo”, afirmou.

A primeira mulher inscrita para o desafio conseguiu completar o trajeto em seis horas e meia. Inaiane Garcia, que é de Jandaia do Sul, gostou da experiência e da organização de todo o evento.

“Achei o evento sensacional, muito bem organizado, com bons pontos de apoio para hidratação e reposição da energia. Consegui também curtir o passeio e contemplar as igrejinhas do percurso. No ano que vem, se der tudo certo, participo de novo”, afirmou.

Juliano Girabrasil, de Londrina/PR, participou das três edições da Rota das Catedrais, sempre com grande entusiasmo. “É um exercício de superação. Treino de 500 a 600 quilômetros todas as semanas. Participo sempre de passeios, campeonatos e provas individuais. É uma satisfação imensa chegar ao limite. A Rota das Catedrais é uma prova bem-feita, bem organizada e que vale a pena participar todos os anos”, destacou.

Na chegada, os ciclistas foram recebidos em uma grande arena com show, entretenimento, alimentação e massagem na Praça da Catedral de Maringá. Eles também receberam uma  medalha que atesta a participação e a conquista do desafio.

“A cada ano tentamos nos superar. Nesta edição contamos com 40% a mais de inscritos em relação ao ano anterior. O resultado foi fantástico. Ficamos felizes com o desempenho dos inscritos e com o crescimento do esporte”, avaliou Luciana Costa Oliveira, organizadora do evento pela P14 Sport.

A 4ª edição da Rota das Catedrais já tem data marcada: 13 de junho de 2020.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.