4ª Feira do Sol reúne gastronomia, artesanato, oficinas, terapias holísticas e música ao vivo neste sábado

Por: - 12 de junho de 2019
A Feira do Sol é realizada desde o ano passado, na Obra do Berço de Maringá. A 4ª edição vai acontecer neste sábado (15/6) / Divulgação

Neste sábado (15/6) vai acontecer a 4ª edição da Feira do Sol, um evento cultural com entrada gratuita que busca incentivar a economia colaborativa, o consumo consciente e a alimentação saudável. A feira começa às 10h e vai até as 18h e vai ser realizada no salão de eventos e área externa da Obra do Berço de Maringá.

A 4ª edição da Feira do Sol vai ter barracas de gastronomia vegetariana/vegana e alimentos agroecológicos frescos, além de cosméticos naturais, produtos artesanais, brechó e outros. As oficinas, palestras e terapias holísticas, como meditação, yoga e Reiki são gratuitas.

O objetivo também é promover a arte, com música ao vivo, varal de poesia e rodas de conversa. No total, são cerca de 50 pessoas envolvidas no evento, entre expositores, palestrantes e artistas.

Realizada desde o ano passado, a Feira do Sol é uma iniciativa da Loana Gois, 29 anos, e de seu companheiro, Mateus Alabi, 24. Além de músicos, na Banda Jardim Solar, eles são artesãos e abriram uma loja virtual no Instagram, a Borboleta Índigo.

“A gente vê na feira um potencial de transformação. Nossa intenção é ser ponte para que os visitantes da feira comecem a aderir a alternativas de consumo mais saudáveis e sustentáveis. A Feira do Sol é um evento cultural, onde a proposta é mostrar alternativas para melhorar a qualidade de vida. Reunimos ali tudo aquilo que a gente acredita.”

Segundo Loana, a preocupação com a sustentabilidade do mundo veio com o nascimento do filho, que tem um ano e meio. “A maternidade/paternidade aflorou isso em nós, a preocupação com o mundo em que estamos construindo e a maneira que estamos conduzindo nossas crianças”, explica.

A Feira do Sol também vai ter programação para as crianças. “Faremos uma oficina de plantio de mudas para crianças, atividade que o pessoal da Agroecologia da Universidade Estadual de Maringá vai ministrar. A Feira do Sol é um evento familiar, até os animais de estimação são bem-vindos, se tomados os devidos cuidados”, acrescenta.

A Valéria Berti é sócia-proprietária da Pallinas, que vende doces veganos há cerca de dois anos. São brownies, cookies, bolos, tarteletes, brigadeiros, tortas e outros, todos feitos sem a utilização de ingredientes de origem animal, como o leite e o ovo. A venda é feita por encomenda, via Instagram, no @pallinasoficial. Ela também vai participar da Feira do Sol, com produtos a partir de R$ 3.

Como é intolerante a lactose, Valéria Berti começou a buscar receitas de doces feitos sem a utilização do leite. Ela, que é jornalista, fez cursos de culinária em São Paulo para se aprofundar no assunto e resolveu empreender no ramo da gastronomia vegana como uma segunda fonte de renda.

“Existem várias opções de leites vegetais, como o leite de coco, leite de amendoim, leite de castanha-de-caju. A gente fica muito restrito, mas o mercado tem uma variedade enorme de outros leites. Os doces não são só para quem é vegano ou vegetariano, mas também para quem é alérgico a ovo ou lactose”, explica.

Segundo ela, os doces são igualmente saborosos e preparados com ingredientes de qualidade.  “Quando a gente fala que é uma culinária vegana, as pessoas têm muito preconceito, e acham que é ruim. Mas, quando você prova, o sabor é o mesmo. E além de saborosa, é uma comida saudável. Usamos produtos de qualidade superior”, ressalta.

Todos os doces da Pallinas são feitos sem a utilização de ingredientes de origem animal / Divulgação

Na gastronomia, além da Pallinas, vão estar presentes as lojas Canal Natural, Caldo Arretado, Bananeira – Comidas Artesanais, Fermentando – Alimentos Naturais e Dona Moça – Doces Artesanais.

Os produtos terapêuticos ficam por conta da Borboleta Índigo, Casa Zoí – Espaço Integrado de Saúde Física e Mental, Yantra Mandalas, Artesanal Terra Vermelha, Chamegos de Fulô e Ipura. As lojas Semente do Sol e Sítio Limão-Rosa vão comercializar produtos orgânicos.

Na parte da decoração e utilidades, vão ser cinco barracas de artesãs: Elizabeth Cardoso, Juliana Lopes, Arte da Gê, RustiKá by Karlla Angeli e Artesanatos para o Coração. Na comercialização de cerâmica, vão estar presentes o Ateliê BeloBarro e a Rô Bossoni.

A Feira do Sol também vai ter expositores de costura criativa como a Eco Lógica Abs, Ramira Ruiz Costuraria, EdiDoG’s Moda Pet, Ateliê Pão de Mel e Ju Monteiro. Na arte com linhas, vão estar presentes Laura Lakum, Flor de Marte, Panos Encantados, Luciana Fortes, Amigurumis da Mi e Amigurumis Fofinhos. Na venda de acessórios, as lojas Bromélia, Regi Vitoretti, Empório Salem e Arte de Reciclar by Marcia Costa.

O evento também vai ter espaço para troca de livros, onde os visitantes deixam um livro e levam outro no lugar. Além disso, a Feira do Sol vai ter ponto de coleta de doações em prol da ONG Obra do Berço de Maringá, que presta atendimento a gestantes em vulnerabilidade social. Vão ser arrecadados alimentos, roupas, utensílios para bebês e outros. Mais informações sobre a Feira do Sol podem ser obtidas no Instagram ou no Facebook.

Programação da Feira do Sol

  • 10h – Início da Feira do Sol com prática de yoga ao ar livre com Aline San;
  • 11h – Roda de conversa sobre “A alimentação como cura e prevenção de doenças” com Raquel Riccomini, nutricionista vegana;
  • 14h – Oficina para as crianças;
  • 15h – Intervenção artística;
  • 16h – Banda Jardim Solar (Blues/Soul/Jazz/Mpb)
  • 18h – Encerramento da Feira do Sol

A sede da Obra do Berço de Maringá fica localizada na Avenida Carlos Correa Borges, 323, na zona 5.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.