4ª Feira do Sol reúne gastronomia, artesanato, oficinas, terapias holísticas e música ao vivo neste sábado

Por: - 12 de junho de 2019
A Feira do Sol é realizada desde o ano passado, na Obra do Berço de Maringá. A 4ª edição vai acontecer neste sábado (15/6) / Divulgação

Neste sábado (15/6) vai acontecer a 4ª edição da Feira do Sol, um evento cultural com entrada gratuita que busca incentivar a economia colaborativa, o consumo consciente e a alimentação saudável. A feira começa às 10h e vai até as 18h e vai ser realizada no salão de eventos e área externa da Obra do Berço de Maringá.

A 4ª edição da Feira do Sol vai ter barracas de gastronomia vegetariana/vegana e alimentos agroecológicos frescos, além de cosméticos naturais, produtos artesanais, brechó e outros. As oficinas, palestras e terapias holísticas, como meditação, yoga e Reiki são gratuitas.

O objetivo também é promover a arte, com música ao vivo, varal de poesia e rodas de conversa. No total, são cerca de 50 pessoas envolvidas no evento, entre expositores, palestrantes e artistas.

Realizada desde o ano passado, a Feira do Sol é uma iniciativa da Loana Gois, 29 anos, e de seu companheiro, Mateus Alabi, 24. Além de músicos, na Banda Jardim Solar, eles são artesãos e abriram uma loja virtual no Instagram, a Borboleta Índigo.

“A gente vê na feira um potencial de transformação. Nossa intenção é ser ponte para que os visitantes da feira comecem a aderir a alternativas de consumo mais saudáveis e sustentáveis. A Feira do Sol é um evento cultural, onde a proposta é mostrar alternativas para melhorar a qualidade de vida. Reunimos ali tudo aquilo que a gente acredita.”

Segundo Loana, a preocupação com a sustentabilidade do mundo veio com o nascimento do filho, que tem um ano e meio. “A maternidade/paternidade aflorou isso em nós, a preocupação com o mundo em que estamos construindo e a maneira que estamos conduzindo nossas crianças”, explica.

A Feira do Sol também vai ter programação para as crianças. “Faremos uma oficina de plantio de mudas para crianças, atividade que o pessoal da Agroecologia da Universidade Estadual de Maringá vai ministrar. A Feira do Sol é um evento familiar, até os animais de estimação são bem-vindos, se tomados os devidos cuidados”, acrescenta.

A Valéria Berti é sócia-proprietária da Pallinas, que vende doces veganos há cerca de dois anos. São brownies, cookies, bolos, tarteletes, brigadeiros, tortas e outros, todos feitos sem a utilização de ingredientes de origem animal, como o leite e o ovo. A venda é feita por encomenda, via Instagram, no @pallinasoficial. Ela também vai participar da Feira do Sol, com produtos a partir de R$ 3.

Como é intolerante a lactose, Valéria Berti começou a buscar receitas de doces feitos sem a utilização do leite. Ela, que é jornalista, fez cursos de culinária em São Paulo para se aprofundar no assunto e resolveu empreender no ramo da gastronomia vegana como uma segunda fonte de renda.

“Existem várias opções de leites vegetais, como o leite de coco, leite de amendoim, leite de castanha-de-caju. A gente fica muito restrito, mas o mercado tem uma variedade enorme de outros leites. Os doces não são só para quem é vegano ou vegetariano, mas também para quem é alérgico a ovo ou lactose”, explica.

Segundo ela, os doces são igualmente saborosos e preparados com ingredientes de qualidade.  “Quando a gente fala que é uma culinária vegana, as pessoas têm muito preconceito, e acham que é ruim. Mas, quando você prova, o sabor é o mesmo. E além de saborosa, é uma comida saudável. Usamos produtos de qualidade superior”, ressalta.

Todos os doces da Pallinas são feitos sem a utilização de ingredientes de origem animal / Divulgação

Na gastronomia, além da Pallinas, vão estar presentes as lojas Canal Natural, Caldo Arretado, Bananeira – Comidas Artesanais, Fermentando – Alimentos Naturais e Dona Moça – Doces Artesanais.

Os produtos terapêuticos ficam por conta da Borboleta Índigo, Casa Zoí – Espaço Integrado de Saúde Física e Mental, Yantra Mandalas, Artesanal Terra Vermelha, Chamegos de Fulô e Ipura. As lojas Semente do Sol e Sítio Limão-Rosa vão comercializar produtos orgânicos.

Na parte da decoração e utilidades, vão ser cinco barracas de artesãs: Elizabeth Cardoso, Juliana Lopes, Arte da Gê, RustiKá by Karlla Angeli e Artesanatos para o Coração. Na comercialização de cerâmica, vão estar presentes o Ateliê BeloBarro e a Rô Bossoni.

A Feira do Sol também vai ter expositores de costura criativa como a Eco Lógica Abs, Ramira Ruiz Costuraria, EdiDoG’s Moda Pet, Ateliê Pão de Mel e Ju Monteiro. Na arte com linhas, vão estar presentes Laura Lakum, Flor de Marte, Panos Encantados, Luciana Fortes, Amigurumis da Mi e Amigurumis Fofinhos. Na venda de acessórios, as lojas Bromélia, Regi Vitoretti, Empório Salem e Arte de Reciclar by Marcia Costa.

O evento também vai ter espaço para troca de livros, onde os visitantes deixam um livro e levam outro no lugar. Além disso, a Feira do Sol vai ter ponto de coleta de doações em prol da ONG Obra do Berço de Maringá, que presta atendimento a gestantes em vulnerabilidade social. Vão ser arrecadados alimentos, roupas, utensílios para bebês e outros. Mais informações sobre a Feira do Sol podem ser obtidas no Instagram ou no Facebook.

Programação da Feira do Sol

  • 10h – Início da Feira do Sol com prática de yoga ao ar livre com Aline San;
  • 11h – Roda de conversa sobre “A alimentação como cura e prevenção de doenças” com Raquel Riccomini, nutricionista vegana;
  • 14h – Oficina para as crianças;
  • 15h – Intervenção artística;
  • 16h – Banda Jardim Solar (Blues/Soul/Jazz/Mpb)
  • 18h – Encerramento da Feira do Sol

A sede da Obra do Berço de Maringá fica localizada na Avenida Carlos Correa Borges, 323, na zona 5.

Conheça o plano de expansão do Maringá Post. Você pode dominar a mídia online da sua cidade. Saiba mais.