Maria Eduarda Leopoldino Pereira: a fã cadeirante que cantou com Zé Neto e Cristiano no palco da Expoingá 2019

Por: - 24 de maio de 2019
Maria Eduarda Leopoldino Pereira e sua mãe, Elisangela Aparecida Leopoldino, subiram ao palco da Expoingá 2019 para cantar com a dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano / Arquivo Pessoal

“Nunca fui de me declarar fã de ninguém, mas hoje digo com orgulho que sou fã de Zé Neto e Cristiano”, conta Maria Eduarda Leopoldino Pereira, 18 anos. A jovem, que é cadeirante, foi convidada por Irineu Vaccari, o Cristiano da dupla sertaneja, a subir ao palco da Expoingá 2019, no show realizado no dia 16 de maio. Ela cantou com a dupla a música “Amor à Primeira Esquina”.

Natural de Maringá, Duda, como é chamada, nasceu prematura com 31 semanas, e pesava apenas 1,3 quilo. Seu desenvolvimento foi mais lento do que o normal, e com quase um ano de idade, foi constatado que ela teve paralisia cerebral.

Os médicos diziam que todos os sentidos dela seriam afetados, mas não foi o que aconteceu. Apenas a parte motora de Maria Eduarda foi comprometida. Suas funções cognitivas são perfeitas, e com apoio, ela consegue caminhar.

Maria Eduarda já passou por algumas cirurgias para correção e alongamento de tendões, além de ter feito aplicações de toxina botulínica (botox) para controle da espasticidade, que é a alteração no tônus muscular, derivada do quadro neurológico de paralisia. Além disso, ela faz fisioterapia semanalmente.

A jovem mora com os pais, Elisangela Aparecida Leopoldino e Emerson Rodrigues Pereira, e com o irmão, Enzo Leopoldino Pereira, de 8 anos. Até pouco tempo, Duda quase não saia de casa, mas a família conseguiu uma cadeira motorizada e tudo mudou. “Hoje venho me tornando mais independente”, conta.

Duda conta que sempre gostou das músicas da dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano, mas começou a acompanhar a carreira dos cantores apenas em 2017, quando a música “Amigo Taxista” estourou. O primeiro encontro da fã com os músicos aconteceu na Expoingá do ano passado.

“Na despedida do show, o Cristiano me viu e me chamou para tirar uma foto. Recebi tanto carinho deles. Se eu já os admirava como cantores, como pessoas mais ainda. Eles têm uma sensibilidade e um carinho com o público muito grande, sem falar na simplicidade no jeito de ser, que me cativou”, conta a fã. 

Maria Eduarda Leopoldino Pereira tirou foto com a dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano na Expoingá do ano passado / Arquivo Pessoal

No dia 16 de maio deste ano, a dupla sertaneja voltou à cidade, e se apresentou novamente na Expoingá. E lá estava Maria Eduarda Leopoldino Pereira novamente, para prestigiar seus ídolos. “Até brinquei com a possibilidade de conseguir outra foto com eles, mas para mim parecia algo muito remoto. Eu já tinha ficado muito agradecida pelo ano passado”, declara. 

Quando o show começou e o público ficou em pé, Duda não conseguia enxergar a dupla sertaneja no palco. “Minha mãe tentou falar com o responsável, que disse que não podia fazer nada. Então minha tia tomou a frente e desceu a escada comigo. Eu estava do lado esquerdo do palco, próxima ao telão, quando o Cristiano me viu de novo”. relata.

Dessa vez, o cantor chamou a fã para subir ao palco, e cantar junto com a dupla sertaneja. Duda foi, acompanhada da mãe Elisangela, que gravou o momento.

[brid video=”427974″ player=”17988″ title=”Z neto e cristiano emociona publico em Maringa veja oque eles fizeram”]

“Foi uma surpresa tão grande, algo inesperado. Um momento que nunca vou esquecer. Foi muito bacana que pediram para alguém me acompanhar no palco, assim pude proporcionar esse momento também para minha mãe”, conta ela, que ganhou uma rosa do cantor Cristiano durante a música.

Maria Eduarda Leopoldino Pereira conta que ainda tem um sonho: assistir a gravação de um DVD da dupla sertaneja que tanto admira. “Quem sabe um dia consigo, né?”

Quando pequena, a jovem cadeirante frequentou a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e a Associação Norte Paranaense de Reabilitação (ANPR).

Mas, para não atrasar seu aprendizado escolar, a coordenação sugeriu que Maria Eduarda frequentasse uma instituição de ensino regular e fizesse fisioterapia. Ela concluiu o Ensino Médio em 2017, e frequenta o cursinho pré-vestibular da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Ela busca a aprovação no vestibular de Arquitetura e Urbanismo.

“Frequento o cursinho pré-vestibular de domingo a domingo. Também estudo em casa: faço propostas de redações, que é uma coisa que gosto e tenho facilidade, além dos exercícios das minhas disciplinas específicas”, conta. 

Além de esforçada nos estudos, Maria Eduarda Leopoldino Pereira é bastante ativa nas redes sociais, e tem perfil pessoal no Instagram @duda_le.pereira e no Facebook

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.