Lenine e rapper Karol Conka são atrações da Virada Cultural de Maringá. Concurso vai selecionar artistas locais

Por: - 24 de maio de 2019
Lenine e Karol Conka são atrações da Virada Cultural de Maringá que vai ocorrer nos dias 27 e 28 de julho / Montagem

O músico pernambucano Lenine, ganhador de cinco prêmios Grammy Latino, vai ser a atração principal da Virada Cultural 2019 de Maringá, que vai ocorrer entre os dias 27 e 28 de julho. Outro show confirmado é da rapper Karol Conka, que reforça nas músicas a força da mulher na sociedade.

O show “Lenine em Trânsito”, trabalho mais recente de cantor, abre a programação da Virada Cultural, no dia 27 de julho. O show foi contratado por R$ 70 mil. Desataque no cenário atual da MPB, Lenine reúne mais de 20 discos gravados em 36 anos de carreira. Para Maringá, o músico traz o repertório do novo álbum “Em Trânsito”, que fala de egos e intolerância.

No dia 28 de julho está confirmada a participação da rapper Karol Conka. Nascida em Curitiba, ela ganhou visibilidade nacional com o hit “Tombei” e logo depois com “É o Poder”. O contrato com a artista ainda não foi divulgado no Portal da Transparência.

No mesmo dia também deve subir ao palco a banda “Stoner Rock Far From Alaska”. O grupo do Rio Grande do Norte já se apresentou em grandes festivais musicais como o Lollapalooza.

Promovida pela Secretaria de Cultura (Semuc), a Virada Cultura vai ser realizada no Centro de Convivência Renato Celidônio. Nos dois dias, também vão ter apresentações de grupos selecionados por meio de um edital que contempla música, teatro, dança, artes populares, sarau e música eletrônica. O processo licitatório, na modalidade concurso, para definir as 12 apresentações artísticas locais para a Virada Cultural vai até o dia 25 de junho.

Com o tema “Arte Viva”, a Virada pretende ressaltar o papel da arte no cotidiano das pessoas. Além da programação principal, a Semuc vai realizar uma pré-virada entre os dias 19 e 26 de julho em teatros, bibliotecas e outros espaços públicos da cidade. Entre as atrações, estão programadas apresentações de corais, oficinas de formação, orquestra de violas, visitas guiadas, cinema e outras atividades.

Segundo o secretário de Cultura, Miguel Fernando, a programação completa da Virada Cultural deve ser divulgada 15 dias antes do evento. No entanto, ele disse que os maringaenses podem esperar diversos estilos musicais e diferentes manifestações artísticas. A ideia, de acordo com Fernando, é mostrar que a cultura está presente no cotidiano da cidade.

“Só por meio da mudança de cultura que uma sociedade tem condições de evoluir socialmente, economicamente e educacionalmente. Essa proposta da ‘Cultura Viva’ é mostrar que temos muita arte e cultura no entorno do cotidiano social que a gente vive, mas às vezes temos que sair da rotina e olhar para o lado para enxergar o que acontece próximo da gente”, disse o secretário.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.