Encontro de carros antigos no domingo, na Praça da Prefeitura, celebra os 60 anos do fusca no Brasil

Por: - 18 de janeiro de 2019

No domingo (20/10), dia em que o lançamento nacional do carro popular da Volkswagem completa 60 anos, amantes de carros antigos de Maringá e região, em especial de fuscas, participam de um encontro na Praça da Prefeitura.

A exposição começa às 9 horas e vai prosseguir até as 18 horas, em meio as atrações da Maringá Encantada. Domingo (20/1) também é o último dia para passear na roda-gigante, no túnel de luz e nas estruturas iluminadas nas praças da Prefeitura e da Catedral.

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

A organização do evento é do Clube Amigos do Fusca e Derivados de Maringá e tem apoio da Diretoria de Turismo e Entretenimento da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide).

Para participar do encontro, o carro antigo precisa ter mais de 30 anos e os expositores precisam doar 2 kg de alimentos não perecíveis. As arrecadações serão distribuídas pelo Provopar de Maringá.

O presidente do clube Amigos do Fusca e Derivados de Maringá, Braz Cláudio Garcia de Jesus, estima a participação de 450 veículos. “Toda cidade tem os amantes de carros. Esse é um momento de trocar informações, orientações e bater um papo. Carro antigo na garagem não faz história”, diz.

Os fuscas foram lançados no Brasil no dia 20 de janeiro de 1959. Foi o primeiro modelo a ser produzido em escala industrial no País. A fábrica da Volkswagem de São Bernardo do Campo, interior de São Paulo, produziu até 1996, quando foi encerrada de vez a fabricação do fusca no Brasil, 3 milhões de unidades.

Os 85 sócios do Clube Amigos do Fusca e Derivados de Maringá se reúnem todas as noites de quinta-feira no estacionamento do Estádio Regional Willie Davids. Para participar, basta ir a um dos encontros para ter mais informações.

Fusca da Drika tem 28 mil inscritos no YouTube

O fusca motivou em Maringá até a criação de um canal no YouTube. No Fusca da Drika, tem vários vídeos que falam sobre a reforma das relíquias ou apenas contam histórias a quem tem amor pelos fusquinhas. A jovem também tem postagens sobre os fuscas no Facebook.

A última postagem de Adriele Caldeira, a Drika, fala sobre os defeitos do Zé, o fusca dela.

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.