Você sabe o que é Mamaço? Conheça o movimento e saiba onde se informar sobre amamentação e ter acompanhamento durante a gestação

Por: - 16 de agosto de 2018

No mês do Agosto Dourado, onde o foco principal é dialogar e conscientizar a população para a questão da amamentação, 15 mães se reuniram na praça da Catedral em Maringá para promover um Mamaço.

Mamaço é o nome de um evento mundial, no qual as mães com seus bebês se reúnem para amamentar, enquanto compartilham e se entrosam com as outras pessoas presentes. “É uma forma de promover a amamentação, de dar apoio psicológico e fortalecer a relação que existe”, explica Ana Carolina Beltrami, doula e uma das organizadoras do evento em Maringá.

O evento que já está em sua 3ª edição em Maringá, ocorreu no domingo (12/8), na Praça da Catedral, depois de ter sido cancelado devido ao mal tempo. Na primeira edição, em 2015, o ato contou com a participação de mais de 60 pessoas.

“Ainda há muito preconceito com a amamentação em público. As pessoas precisam entender que quem decide a hora de amamentar é a criança e não a mãe ou a sociedade”, afirma Ana Carolina. Embora esse não seja o principal objetivo do mamaço, ele também contribui para conscientizar a população.

No Brasil não há lei federal que proíba as mulheres de amamentarem em público. Algumas cidades como São Paulo regulamentaram leis federal e estadual que garantem o direito da mulher amamentar em público sem sofrer qualquer tipo de constrangimento. Lá, a pena é  uma multa de R$ 500 para quem praticar qualquer tipo de ofensa.

Em Maringá ainda não se tem uma lei como essa, mas as mães estão protegidas pela lei federal que garante o direito a amamentação onde e quando for necessário.

A Organização Mundial da Saúde recomenda que o aleitamento materno seja feito até dois anos de idade ou mais. Até os seis primeiros meses de vida do bebê a alimentação precisa ser exclusiva do leite materno. O leite da mãe é a melhor proteção que um neném pode receber, o protegendo de diversas doenças.

Mamaço teve início na França há 12 anos

O termo mamaço surgiu na França no ano de 2006. Um grupo de mães se reuniu para amamentar simultaneamente os seus seus bebês. O sucesso foi tão grande que elas criaram a associação colegiada “La grande Téttée”, que significa “A grande amamentação”.

Em 2012, durante uma comemoração da Semana Mundial de Aleitamento Materno, o grupo Aleitamento Materno Solidário (AMS) lançou o desafio de que as mães amamentassem os seus bebês juntas. Hoje, mais de 50 cidades brasileiras participam e realizam o mamaço por todo o país.

Ser mãe não é uma tarefa fácil. Quando se recebe a notícia que está gerando outra vida é preciso muita coragem e preparação de toda família.

Caso a mãe esteja passando por dificuldades com a amamentação, também é possível busca auxílio no banco de leite integrado ao Hospital Universitário da UEM. Atualmente o banco recolhe de 250 a 300 litros de leite materno e conta com o apoio de 250 doadoras por mês. As informações podem ser obtidas pelo (44) 3011-9174.

Aqui em Maringá o grupo Maternati dá todo o apoio a gestante desde o início da gestação até o momento de se preparar para dar a luz uma nova vida. O grupo é formado por profissionais que auxiliam na conscientização e preparação da gestante e do casal. Eles oferecem serviços de doula, curso de gestante, yoga gestante e yoga mãe-bebê, roda de conversa, grupo de mães e psicoterapia.

SERVIÇO

Endereço: Rua Joaquim Nabuco, 338
Telefone: (44) 99718-6010 | (44) 99944-3346
Site Maternati

 

 

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.