Estudante de Maringá é a mais votada no país e vence concurso de Ilustração Lei Maria da Penha. Premiação será na Câmara dos Deputados

Por: - 12 de julho de 2018
Ilustração da estudante teve cinco mil reações (Imagem/Arquivo Pessoal)

Maringá Post via Whatsapp
As principais notícias do dia direto no seu whatsapp. Grátis e sem propaganda.

Quando concorria, ainda na fase de votação popular, a estudante de 20 anos, Bárbara Rodrigues Costa não acreditava que venceria o concurso de Ilustração Lei Maria da Penha, mesmo liderando nacionalmente a votação. E se insistissem sobre a viagem para Brasília, caso ganhasse, ela respondia que não gostava nem de fazer planos.

Contrariando as próprias expectativas, a maringaense ganhou o concurso e, não só isso, também teve a ilustração mais curtida entre todos os vencedores, com cinco mil reações positivas.

Além de dar voz às mulheres, ganhar o concurso com o tema “Empoderamento Feminismo como Superação da Violência”, foi um presente de superação para Bárbara e um pontapé que a incentivou a investir ainda mais no que gosta: desenhar e fazer as pessoas se identificarem com as mensagens dos traços da estudante de Comunicação e Multimeios da UEM.

“Espero que no futuro consiga trabalhar com isso, é uma coisa que gosto muito. Não botava fé em ganhar ou mesmo ser selecionada, o que já é um grande passo para a minha auto estima”, afirmou.

Para a votação popular foram selecionadas 20 ilustrações nas categorias ilustrador amador e ilustrador profissional. As três ilustrações com maior número des curtidas ganhariam o concurso.

Bárbara concorria na categoria amador e contou que, durante o concurso, amigos montaram uma força-tarefa nas redes sociais e em grupos na internet para conseguir curtidas na ilustração que diz “Você vai ‘perder’ ele. Mas vai ganhar todas nós”.

O que mais chamou a atenção de Bárbara foram depoimentos que recebeu de mulheres que vivem em situações  semelhantes à ilustração.

“Varias meninas falaram: ‘Foi assim quando sai do meu relacionamento abusivo’. Foi muita gente, várias coisas que me deixaram emocionada por fazer alguma influência na vida deles. Teve meninas que marcaram outras colegas, enviaram para outras pessoas”, contou.

Agora, Bárbara está na expectativa de receber a ligação da Procuradoria da Mulher da Câmara dos Deputados para combinar a viagem a Brasília. Cada vencedor vai participar de uma sessão na Câmara dos Deputados, ganhar um tablet, um troféu e um diploma de menção honrosa.

“Já estou me preparando. Fico pensando: ‘Será que vou ter que fazer discurso?’. Não paro de pensar nisso”, disse a estudante que ainda não conhece Brasília.

Ilustração pode ser levada para outros países

Os desenhos da maringaense e dos outros participantes do concurso serão usados em campanhas e materiais produzidos pela Procuradoria da Mulher sobre a Lei Maria da Penha. As ilustrações também podem ser traduzidas para outros idiomas e publicadas em outros países, por causa da parceria do concurso com o Banco Mundial.

A data e os detalhes da premiação ainda não foram definidos. Uma das organizadoras do concurso, Iara Cordeiro, disse na manhã desta quinta-feira (12/7) que aguarda o presidente da Câmara definir a agenda de votações de projetos de lei para depois marcar a sessão de entrega dos prêmios.

Adiantou apenas que ainda durante esta semana, a procuradoria deve entrar em contato com os vencedores do concurso. A ideia é realizar a cerimônia de premiação próximo ao dia 8 de agosto, quando a Lei Maria da Penha completa 12 anos.

Envie sua denúncia anonimamente
Você tem evidências de corrupção ou crime ? Nos conte o que sabe em completo anonimato, garantido por lei.

Vítima de violência doméstica, Maria da Penha, símbolo na luta por implantação de instrumentos que coibam a violência familiar contra a mulher, é uma das convidadas para a solenidade de premiação.

Para Iara Cordeiro, o concurso conseguiu mobilizar principalmente o público jovem nas redes sociais e promoveu a discussão sobre a união feminina e a violência contra a mulher.

“A gente tem visto a participação cada vez mais jovem nas redes, a chamada Primavera Feminista. Elas estão cada vez mais entendo os direitos delas e que relacionamentos abusivos precisam ser denunciados. As ilustrações trouxeram um pouco disso, sobre a rede de apoio em que as mulheres estão.”

Confira a ilustração da estudante

Posted by Concurso de Ilustrações da Lei Maria da Penha on Thursday, June 28, 2018

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

RIGON

SALA 3

E AÍ, TÁ PRONTA?

MUNDO DOS NEGÓCIOS