Centenas de torcedores sofreram com o Brasil na manhã desta sexta na Vila Olímpica de Maringá. Grito de gol ficou preso na garganta por 90 minutos

Por: - 22 de junho de 2018

Centenas de estudantes e trabalhadores, liberados do serviço para acompanhar o jogo do Brasil contra a Costa Rica, aproveitaram a estrutura montada na Vila Olímpica e sofreram com a Seleção na manhã desta sexta-feira (22/6).

O time brasileiro dominou o jogo. Aos 25 minutos do primeiro tempo, Gabriel Jesus marcou e tirou o grito de gol da torcida. Mas a posição do atacante era irregular e o gol foi anulado.

A partir daí, o Brasil finalizava, mas não conseguia abrir o placar. A torcida se animava, levantava, gritava, mas o gol nunca chegava. Confira a reação mais comum da torcida durante a partida.

Gol mesmo, só aos 45 minutos do segundo tempo. Philippe Coutinho conseguiu mandar a bola para dentro da rede e abriu o placar. A torcida presente na Vila Olímpica, já desacreditada da vitória, foi a loucura.

Seis minutos depois, com 97 minutos de jogo, Neymar marcou o segundo gol, aliviando o sentimento dos torcedores que sofreram com a seleção.

O público de cerca de 500 pessoas, menor que no domingo (17/6), na estreia do Brasil na Copa 2018, aproveitou o telão e foi preparado. Muitos levaram cangas, tapetes e bancos próprios para assistir à partida.

Nesta sexta-feira, devido ao jogo em período matutino, não teve banda para animar o público, mas para quarta-feira (27/6), quando o jogo contra a Sérvia será realizado a partir das 15 horas, a Prefeitura de Maringá avalia a possibilidade de convidar alguma atração artística.

A expectativa da torcida é que o Brasil garanta mais uma vitória e o primeiro lugar do grupo. E de preferência, que os gols sejam marcados no começo do jogo. Vamos torcer para que tenha menos sofrência, por favor.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.