Maringá será palco do III Encontro da Rede Paranaense de Teatro de Rua. Produtores defendem criação de lei municipal para os artistas de rua

Por: - 2 de junho de 2018

Maringá vai sediar o III Encontro da Rede Paranaense de Teatro de Rua (RPTR). Serão três dias de apresentações e discussões sobre políticas públicas culturais para o teatro, música, e, principalmente, artistas que trabalham nas ruas.

Será a primeira edição do evento em Maringá, que entre os dias 4 e 6 de julho vai reunir artistas e pesquisadores de diversas áreas de várias cidades do Paraná. O intuito principal é discutir a realidade das cidades parananenses sobre as artes de rua.

A expectativa é que os participantes ajudem a criar propostas para a desburocratização das artes públicas. O evento é organizado pela Cia Pedras Teatro Circo, 2 Coelhos Comunicação e Cultura e Movimento de Artistas de Rua de Londrina (MARL).

Uma das organizadoras evento, Rachel Coelho, destaca a importância do Encontro da Rede Paranaense de Teatro de Rua para a cultura maringaense.

“Uma das pautas é a proposição de uma lei para os artistas de rua de Maringá, a exemplo do que já acontece em outras cidades como Londrina e Rio de Janeiro.”

Em carta aberta, os organizadores defendem que “o direito de livre expressão artística, reconhecido pela constituição precisa ser garantido para trabalhadoras e trabalhadores da cultura que, diariamente, movimentam ruas, parques e praças da cidade com sua arte, de forma menos burocrática.”

O encontro será integrado à programação da VI Mostra Pé na Rua, promovida pela Cia. Pedras Teatro Circo. Os interessados precisam se inscrever nesta página criada para o evento até o dia 15 de junho.

Por meio da página, os organizadores do III Encontro da Rede Paranaense de Teatro de Rua também buscam apoio para garantir a hospedagem solidária dos artistas e para arrecadar recursos para o custeio do evento.

Em todas as edições, os encontros da rede de artistas de rua dependem da mobilização da comunidade local para que possam ser realizados.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.